sicnot

Perfil

Mundo

Tribunal do Bangladesh confirma pena de morte para líder islâmico

O Supremo Tribunal do Bangladesh confirmou hoje a condenação à morte de um líder islâmico, que deverá ser executado dentro de meses por crimes de guerra durante a luta pela independência em 1971 contra o Paquistão.

Ali Ahsan Mohammad Mujahid, de 67 anos, é o secretário-geral do partido Jamaat-e-Islami, o maior partido islâmico do Bangladesh (Reuters/ Arquivo)

Ali Ahsan Mohammad Mujahid, de 67 anos, é o secretário-geral do partido Jamaat-e-Islami, o maior partido islâmico do Bangladesh (Reuters/ Arquivo)

© Andrew Biraj / Reuters

Considerado como um dos arquitetos do massacre dos intelectuais durante esse período, Ali Ahsan Mohammad Mujahid, de 67 anos, é o secretário-geral do partido Jamaat-e-Islami, o maior partido islâmico do país.

"A sua condenação à pena de morte foi confirmada", disse à AFP o procurador Soumya Reza, indicando que o homem pode ser enforcado dentro de alguns meses, caso não seja apresentado um novo recurso ou beneficie de um perdão presidencial.

Ali Ahsan Mohammad Mujahid foi condenado em julho de 2013 pelo controverso "tribunal internacional de crimes" pelo sequestro e desaparecimento de Sirajuddin Hossain, dono do maior jornal daquela época, o Ittefaq, e pela morte do músico Altaf Hossain.

Este tribunal foi estabelecido em 2010 pelo Governo, que afirma que estes processos são necessários para sarar as feridas da guerra da independência.


Lusa
  • Polícia procura condutor da carrinha e outros dois suspeitos
    1:08
  • Negligência é a principal causa dos incêndios
    1:32

    País

    A Polícia Judiciária deteve mais dois suspeitos de fogo posto este fim de semana. Ao todo já foram detidas pelo menos 99 pessoas pelas autoridades desde o início do ano, a maioria suspeitas de agirem intencionalmente. Mas desde 1 de janeiro até meados deste mês, dos 8 mil incêndios investigados pela GNR, mais de 3.300 tiveram causa negligente. 

  • Concentração de motos em Góis
    2:28

    País

    Durante este fim de semana, decorre uma das concentrações de motards mais concorridas do país. A organização esperava cerca de 20 mil visitantes em Góis.

  • Um encontro português (e inesperado) em alto mar
    2:38