sicnot

Perfil

Mundo

Mês de maio foi o mais quente desde o final do século XIX

O mês de maio foi o mais quente desde o final do século XIX. A revelação foi feita hoje pela Agência oceânica e atmosférica dos Estados Unidos que comparou a temperatura média registada no mês passado em todo o Mundo com os meses hómologos dos últimos 136 anos. 

Mahesh Kumar A.

Para tal, muito contribuiu a vaga de calor que afetou a Índia e matou pelo menos 2.200 pessoas. Este semestre é, também, o mais quente desde que há registos. 

A agência sublinha que continua a verificar-se o aquecimento global da Terra.
  • Temperaturas vão subir
    1:43

    País

    Depois de um fim de semana de chuva, o sol e o calor estão de regresso a todo o país. As temperaturas começam a subir, a partir de hoje, e até ao final da semana prevê-se que ultrapassem os 30 graus.

  • Calor está de volta

    País

    As temperaturas vão subir gradualmente a partir de hoje, prevendo-se que no final da semana estejam acima dos 30 graus Celsius, disse hoje à Lusa a meteorologista Paula Leitão, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera. 

  • Évora e Beja sob aviso amarelo devido ao calor

    País

    Os distritos de Évora e Beja estão hoje sob aviso amarelo devido ao aumento da temperatura máxima, com persistência de valores elevados, de acordo com a informação disponibilizada pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera.

  • Marine devolve bandeira do Japão 73 anos depois 
    2:13

    Mundo

    Setenta e três anos depois da batalha mais sangrenta do Pacífico, um veterano dos Estados Unidos cumpriu uma promessa pessoal. Marvin Strombo devolveu à família a bandeira da sorte de um soldado japonês, morto em 1944, em Saipan, na II Guerra Mundial. 

  • Autoridades usam elefantes para resgatar pessoas das cheias na Ásia
    1:31

    Mundo

    Mais de 215 pessoas morreram nas inundações que estão a devastar o centro da Ásia, e estima-se que três milhões tiveram de abandonar as casas. As autoridades estão a usar elefantes para resgatar locais e turistas das zonas mais afetadas e avisam que há dezenas de pessoas desaparecidas.