sicnot

Perfil

Mundo

Obama condena "assassínios sem sentido" em Charleston

O Presidente norte-americano condenou esta quinta-feira os "assassínios sem sentido" num tiroteio que fez nove mortos numa igreja da comunidade negra de Charleston, apelando novamente para um melhor enquadramento legal da venda de armas de fogo. 

"Não dispomos de todos os elementos mas sabemos que, mais uma vez, inocentes foram mortos porque alguém que queria fazê-lo não teve qualquer dificuldade em arranjar uma arma", declarou Obama.

"Não dispomos de todos os elementos mas sabemos que, mais uma vez, inocentes foram mortos porque alguém que queria fazê-lo não teve qualquer dificuldade em arranjar uma arma", declarou Obama.

Susan Walsh / AP

Dizendo que sentiu "tristeza e ira", Barack Obama sublinhou ser "particularmente doloroso" assistir a um tiroteio "num local em que se procura reconforto e paz, um lugar de oração".

O presumível autor do ataque perpetrado na quarta-feira à noite, Dylann Roof, um jovem branco de 21 anos, foi hoje detido.

"Não dispomos de todos os elementos mas sabemos que, mais uma vez, inocentes foram mortos porque alguém que queria fazê-lo não teve qualquer dificuldade em arranjar uma arma", declarou Obama, ao lado do vice-presidente, Joe Biden.

"Devemos admitir que este tipo de violência não acontece noutros países desenvolvidos, isto não acontece com a mesma frequência", prosseguiu.

"E nós podemos fazer alguma coisa", disse ainda, acrescentando: "A dada altura, o povo norte-americano vai ter de enfrentar esta realidade (...), devemos ser capazes de fazer evoluir a nossa forma de pensar sobre a violência com armas de fogo".

Já em dezembro de 2012, após o massacre de 20 estudantes no Connecticut, Obama salientara a necessidade de legislar sobre esta matéria. Mas, apesar da emoção provocada pela tragédia, esbarrou novamente com a frontal oposição do Congresso.

"O facto de isto ter acontecido numa igreja negra levanta evidentemente questões sobre uma página sombria da nossa história", afirmou ainda o Presidente dos Estados Unidos.

"Não é a primeira vez que igrejas negras são atacadas e sabemos que o ódio entre religiões e entre raças representa uma verdadeira ameaça para a nossa democracia e os nossos ideais", acrescentou Obama, que voou em seguida para a Califórnia, onde participará na recolha de fundos para o Partido Democrata.
Lusa
  • Detido presumível autor de tiroteio em Charleston

    Mundo

    O presumível autor do homicídio de nove pessoas, hoje abatidas a tiro numa igreja da comunidade negra de Charleston, nos Estados Unidos, foi detido, noticiou a imprensa. O jovem branco de 21 anos, identificado como Dylann Roof, foi intercetado em Shelby, no estado da Carolina do Norte, em circunstâncias ainda desconhecidas, segundo a estação televisiva local WLTX19 e a CNN. 

  • A proposta dos partidos para a redução da dívida
    1:55

    Economia

    O PS e o Bloco de Esquerda querem mais 45 anos para pagar as dívidas à UE e juros mais baixos. As medidas fazem parte da proposta para a redução da dívida pública. No relatório que será enviado ao Governo, não é pedido perdão da dívida como os partidos da esquerda chegaram a defender.

  • Ministros de Governos de Sócrates ouvidos pelo Ministério Público
    1:54
  • Suspeito de atropelamento mortal fala de acidente 
    2:00
  • "Têm um verdadeiro amigo na Casa Branca"

    Mundo

    O Presidente norte-americano reafirmou esta sexta-feira o apoio ao direito de porte de armas no país, sublinhando, numa convenção daquele 'lobby', que "o ataque de oito anos às liberdades consagradas no Artigo 2.º [da Constituição]" terminou.

  • A história de Macron e Brigitte Trogneux, 25 anos mais velha
    1:25

    Eleições França 2017

    A segunda volta das eleições francesas acontece já no próximo dia 7 de maio. Caso Emmanuel Macron seja eleito, o país terá como primeira-dama uma mulher 25 anos mais velha do que o Presidente. Brigitte Trogneux tem 64 anos e Macron 39, conheceram-se no liceu privado de jesuítas, em Amiens. Brigitte era a professora e Macron o aluno. Conheça a história do casal. 

  • Autoridades garantem ter evitado novo ataque terrorista em Londres
    0:59

    Mundo

    A polícia britânica garante que evitou um novo atentado em Londres. Mulher baleada faz parte das oito pessoas que foram detidas numa operação antiterrorista na capital britânica e no sul de Inglaterra. A operação realizou-se após a detenção de um homem com três facas, nas imediações do Parlamento britânico.

  • Presidente da Macedónia convocou reunião de emergência

    Mundo

    O Presidente da Macedónia, Gjorge Ivanov, convocou esta sexta-feira uma reunião de emergência com líderes políticos, após manifestantes, maioritariamente apoiantes da maioria conservadora, invadirem o Parlamento e atacarem deputados da oposição, fazendo 77 feridos.

  • Polícia espanhola divulga imagens de operação anti-jihadista

    Mundo

    A polícia espanhola divulgou esta sexta-feira novas imagens da operação anti-jihadista levada a cabo na terça-feira em Barcelona. Sabe-se agora que dois dos nove suspeitos detidos podem estar relacionados com a célula terrorista de Bruxelas, responsável pelos ataques no Aeroporto de Zaventem e no metro da capital belga.

  • Menina que nasceu com três pernas já corre

    Mundo

    Uma criança do Bangladesh que cresceu com três pernas vai regressar a casa, depois de uma viagem até à Austrália, onde foi operada para retirar o membro a mais. Como resultado de um gémeo que não se formou por completo, a criança de três anos nasceu com uma terceira perna na pélvis. Alguns meses após a cirurgia, feita em novembro, a menina já corre.