sicnot

Perfil

Mundo

Rússia quer investigar se homem foi à Lua... por causa da FIFA

As relações Estados Unidos-Rússia estão cada vez mais tensas e parecem ter atingido um novo patamar. A Rússia quer investigar se o homem pisou mesmo a Lua. E tudo isto acontece por causa da investigação norte-americana à FIFA Confuso? 

Astronauta Edwin F. "Buzz" Aldrin durante a missão da Apolo 11 em julho de 1969. No reflexo do capacete pode ver-se Neil Armstrong a tirar a fotografia (NASA)

Astronauta Edwin F. "Buzz" Aldrin durante a missão da Apolo 11 em julho de 1969. No reflexo do capacete pode ver-se Neil Armstrong a tirar a fotografia (NASA)

Equipa da NASA no momento da chegada da Apollo 11 à Lua (NASA)

Equipa da NASA no momento da chegada da Apollo 11 à Lua (NASA)

Sombra de Neil Armstrong enquanto tira uma fotografia à superfície da lua em julho de 1969 (NASA)

Sombra de Neil Armstrong enquanto tira uma fotografia à superfície da lua em julho de 1969 (NASA)

Afinal onde param as imagens originais da viagem do homem à lua? E estão as rochas lunares que o Neil Armstrong e outros astronautas trouxeram para terra? E porque razão os Estados Unidos decidiram investigar a corrupção na FIFA e apontar baterias a Joseph Blatter?

Confuso? Moscovo não gostou que os Estados Unidos pusessem em causa o campeonato do mundo na Rússia em 2018, na sequência do escândalo de corrupção na FIFA. 

Decidiram, por isso, retaliar e atingir os EUA no coração. Querem uma investigação internacional à viagem do homem à Lua. Querem saber se  Neil Armstrong  e Buzz Aldrin pisaram mesmo terreno lunar.

"Não estamos a dizer que o a viagem não aconteceu e que os Estados Unidos fizeram um filme a simular a ida à lua mas todos as provas cientificas e culturais, que são legado do homem, desapareceram sem deixar rasto, e essa perda é de todos. Uma investigação irá revelar o que aconteceu", escreveu Vladimir Markin, porta-voz do gabinete do Comité de Investigação russo, no  Izvestia

Em 2009, segundo a Reuters, a  NASA admitiu ter apagado as gravações originais do primeiro homem a pisar a lua e outras 200.000 cassetes com outros momentos, com o objetivo de poupar dinheiro. Desde essa altura, a NASA recorreu a outras fontes como a CBS News para recuperar as imagens, que dizem, estão em melhor qualidade que as originais.

Quanto às rochas, no site da  NASA pode ler-se que se mantém no Johnson Space Center. São 380 quilos de rocha lunar recolhida, durante as várias  missões à lua.

  • Deputados pedem medidas urgentes para travar exploração de urânio junto à fronteira
    3:06

    País

    Um projeto de exploração de urânio no município de Retortilho em Salamanca, a cerca de 40 quilómetros da fronteira portuguesa, está a causar preocupação nos dois países. Portugueses e espanhóis temem o risco de contaminação por via aérea e fluvial. Deputados portugueses visitaram o local, onde pediram medidas firmas e urgentes ao Governo para travar o projeto. As autoridades de Espanha não acionaram o mecanismo de avaliação ambiental partilhada.

  • Mulher enterrada viva no Brasil
    1:13

    Mundo

    Uma mulher de 37 anos terá sido enterrada viva no oeste da Bahia, no Brasil. A certidão de óbito aponta um choque séptico como a causa da morte, mas os ferimentos com que foi encontrada no interior do caixão indicam um possível erro. Os moradores de casas vizinhas do cemitério municipal onde Rosângela dos Santos foi enterrada ouviram gritos vindos do túmulo.

  • "Os Estados Unidos são uma sociedade de pistoleiros"
    3:47
  • Trump desafia Oprah a candidatar-se para ser derrotada

    Mundo

    Apesar de Oprah Winfrey ter excluído uma eventual candidatura às eleições presidenciais dos Estados Unidos da América, Donald Trump ainda não se esqueceu dos rumores e desafiou a apresentadora a candidatar-se em 2020. Através do Twitter, o Presidente norte-americano disse ainda que assim poderia ser "exposta e derrotada como todos os outros".

    SIC