sicnot

Perfil

Mundo

Tailândia confirma primeiro caso de coronavírus de MERS

Um primeiro caso de coronavírus da Síndrome Respiratória do Médio Oriente (MERS) foi anunciado hoje na Tailândia, que se tornou o primeiro país da Ásia afetado além da Coreia do Sul.

Sakchai Lalit

"Os exames confirmam que se trata do coronavírus MERS", declarou o ministro da Saúde, Rajata Rajatanavi, numa conferência de imprensa.  

Originário do sultanato de Omã, o homem de 75 anos chegou a 15 de junho para ser tratado a um problema cardíaco num grande hospital do centro de Banguecoque. Os três membros da família que o acompanhavam estão igualmente em observação no hospital Bamrasnaradura de Banguecoque, especializado em doenças infecciosas.

O porta-voz do Governo Sunsern Kaewkamnerd assegurou que "o Ministério da Saúde seguiu os procedimentos de controlo da doença para evitar a epidemia" e pediu aos cidadãos para "evitar o pânico".

As autoridades tailandesas procuram os passageiros do voo no qual o homem chegou a Banguecoque e as pessoas que com ele contactaram na capital tailandesa.

A epidemia de coronavírus MERS já causou 23 mortos na Coreia do Sul. Um alemão que morreu a 06 de junho na Alemanha é até agora o primeiro caso mortal do ano ligado à doença na Europa.

O coronavírus MERS é um vírus menos contagioso que o da Síndrome Respiratória Aguda Severa (SRAS), que causou perto de 800 mortos em todo o mundo em 2003.

No entanto, não existe qualquer vacina ou tratamento para o vírus da MERS, que tem uma taxa de mortalidade de cerca de 35%, segundo a Organização Mundial de Saúde.

Lusa
  • Trocar a economia pela dança
    7:21
  • O que faz um guaxinim às duas da manhã num quartel de bombeiros?

    Mundo

    Os animais são muitas vezes os protagonistas de histórias incríveis ou até insólitas. Desde o cão mais pequeno ao urso mais assustador. Desta vez, o principal interveniente é um guaxinim, que foi levado até um quartel de bombeiros por uma dona muito preocupada. Porquê? O animal estava sob o efeito de drogas.

    SIC

  • "Por vezes até as princesas da Disney ficam apavoradas"

    Mundo

    A atriz norte-americana Patti Murin foi esta semana elogiada nas redes sociais por se preocupar com a sua saúde mental e não ter problemas em falar sobre o assunto. A artista faltou a um espetáculo da Disney, onde ia atuar, devido a um ataque de ansiedade.

    SIC