sicnot

Perfil

Mundo

Barack Obama visita Etiópia e União Africana em julho

O Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, realiza no final de julho uma visita à Etiópia e à sede da União Africana, a primeira de um chefe de Estado norte-americano, anunciou hoje a Casa Branca.

© Jonathan Ernst / Reuters

A viagem de Barack Obama para Addis Abeba ocorrerá depois de uma visita ao Quénia, a primeira como Presidente à terra natal do seu pai.

Em Addis Abeba, Barack Obama vai reunir-se com os líderes do Governo da Etiópia e da União Africana, com quem vai abordar assuntos como o "crescimento económico, reforço das instituições democráticas e segurança", referiu a Casa Branca. 

Em agosto, a Casa Branca organizou uma reunião em Washington com líderes africanos e as viagens de julho destinam-se a intensificar os laços económicos.

A visita presidencial ao Quénia foi adiada depois de o Presidente queniano, Uhuru Kenyatta, ter sido acusado de crimes contra a Humanidade pela sua intervenção na violência pós-eleitoral registada entre 2007 e 2008.

O Tribunal Penal Internacional acabou por suspender a acusação contra Kenyatta, alegando falta de provas.

Grupos de ativistas dos direitos humanos questionaram a visita ao Quénia, mas também a visita de Barack Obama à Etiópia, depois das eleições de maio, consideradas pelos observadores como uma fraude.

"A decisão do Presidente Obama de viajar para a Etiópia, quando três membros do partido da oposição foram assassinados, é preocupante", disse Jeffrey Smith, do Centro Robert J. Kennedy de Direitos Humanos e Justiça.

Para Jeffrey Smith, a viagem de Obama "solidifica ainda mais a imagem de que a América apoia os autocratas de África".

A Etiópia e o Quénia estiveram na linha da frente na Somália na luta contra a milícia da Al-Qaida Shebab e têm sido importantes parceiros de Washington na área da segurança.








Lusa
  • Marco Silva vai treinar o Watford

    Desporto

    O treinador português Marco Silva assinou contrato com o Watford, da Liga Inglesa. O emblema que terminou a última Premier League na 17ª posição, a última antes dos lugares de descida, ganhou assim a corrida ao Crystal Palace e ao FC Porto, que também tentaram contratar o técnico.

  • "A maior conquista foi construir estabilidade"
    2:14

    Economia

    António Costa voltou esta sexta-feira a garantir que a partir de junho nenhum subsídio de desemprego será inferior a 421 euros por mês. O primeiro-ministro falava nas jornadas parlamentares do PS, onde afirmou que a estabilidade é a maior conquista deste Governo.

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11
  • Uma foto para a história

    Mundo

    As mulheres dos líderes mundiais que se reúnem nas cimeiras da NATO posam para a fotografia oficial das primeiras-damas. A deste ano é histórica. Pela primeira vez, há um marido de um primeiro-ministro entre as nove mulheres. Trata-se de Gauthier Destenay, casado com o líder do Luxemburgo.