sicnot

Perfil

Mundo

Barack Obama visita Etiópia e União Africana em julho

O Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, realiza no final de julho uma visita à Etiópia e à sede da União Africana, a primeira de um chefe de Estado norte-americano, anunciou hoje a Casa Branca.

© Jonathan Ernst / Reuters

A viagem de Barack Obama para Addis Abeba ocorrerá depois de uma visita ao Quénia, a primeira como Presidente à terra natal do seu pai.

Em Addis Abeba, Barack Obama vai reunir-se com os líderes do Governo da Etiópia e da União Africana, com quem vai abordar assuntos como o "crescimento económico, reforço das instituições democráticas e segurança", referiu a Casa Branca. 

Em agosto, a Casa Branca organizou uma reunião em Washington com líderes africanos e as viagens de julho destinam-se a intensificar os laços económicos.

A visita presidencial ao Quénia foi adiada depois de o Presidente queniano, Uhuru Kenyatta, ter sido acusado de crimes contra a Humanidade pela sua intervenção na violência pós-eleitoral registada entre 2007 e 2008.

O Tribunal Penal Internacional acabou por suspender a acusação contra Kenyatta, alegando falta de provas.

Grupos de ativistas dos direitos humanos questionaram a visita ao Quénia, mas também a visita de Barack Obama à Etiópia, depois das eleições de maio, consideradas pelos observadores como uma fraude.

"A decisão do Presidente Obama de viajar para a Etiópia, quando três membros do partido da oposição foram assassinados, é preocupante", disse Jeffrey Smith, do Centro Robert J. Kennedy de Direitos Humanos e Justiça.

Para Jeffrey Smith, a viagem de Obama "solidifica ainda mais a imagem de que a América apoia os autocratas de África".

A Etiópia e o Quénia estiveram na linha da frente na Somália na luta contra a milícia da Al-Qaida Shebab e têm sido importantes parceiros de Washington na área da segurança.








Lusa
  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45
  • A rã que brilha no escuro
    2:08
  • Indonésio encontrado dentro de cobra pitão

    Mundo

    Akbar Salubiro, de 25 anos, esteve perto de 24 horas desaparecido na remota ilha indonésia de Sulawesi. Acabou por ser encontrado um dia depois, no jardim da própria casa, dentro de uma pitão de 7 metros.

  • Relação de Portugal com Angola é "insubstituível"
    1:00

    País

    Paulo Portas considera que a relação de Portugal com Angola é insubstituível. Numa entrevista ao Jornal de Negócios, o ex vice-primeiro-ministro defende que o país deve ser profissional no relacionamento político com Luanda.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.