sicnot

Perfil

Mundo

Coreia do Sul acredita que surto de MERS está a perder força

As autoridades de saúde da Coreia do Sul consideraram hoje que a Síndrome Respiratória do Médio Oriente (MERS na sigla inglesa), que já matou 24 pessoas no país, estará a começar a perder força.

© Kim Hong-Ji / Reuters

A tese das autoridades sul-coreanas surge quando foi reportado mais um caso de contágio, a taxa mais baixa de infeção em duas semanas.

Com este novo caso as autoridades de saúde da Coreia do Sul confirmaram 166 contágios desde que a doença foi identificada pela primeira vez a 20 de maio.

Desde quinta-feira, o número de pessoas em quarentena caiu 12% para 5.930, um dia depois de a Tailândia confirmar o primeiro caso da doença, tornando-se assim o segundo país asiático a fazê-lo.

Apesar das fortes críticas ao governo da Presidente Park Geun-Hye, e do pedido de desculpas do recém-nomeado primeiro-ministro Hwang Kyo-ahn por alegada "resposta inadequada" ao problema no início, a líder da Organização Mundial de Saúde, Margaret Chan, de Hong Kong, manifestou o seu otimismo na capacidade sul-coreana em conter o vírus.

Margaret Chan salientou mesmo que Seul está agora "em muito bom ritmo" depois de uma resposta inicial algo lenta.

Uma pequena vila colocada sob quarenta "abriu" hoje, após duas semanas de isolamento, autorizando os seus 102 habitantes a retomar a normal atividade diária.

"Aparentemente o surto começou a perder força", disse uma fonte do Ministério da Saúde aos jornalistas numa reunião diária em Seul ao salientar, no entanto, a necessidade de aguardar e ter atenção a novos casos que surjam, nomeadamente em unidades de saúde expostas ao vírus.

Atualmente há 112 pessoas internadas e 30 tiveram, entretanto, alta.

  • O tempo para hoje
    0:56

    País

    O verão chega esta quinta-feira, dia em que o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê aumento da instabilidade atmosférica com ocorrência de aguaceiros, por vezes fortes e de granizo, e trovoada.

  • Espanha e Portugal a um ponto dos oitavos

    Mundial 2018 / Irão

    A Espanha colocou-se esta quarta-feira a um ponto dos oitavos de final do Mundial 2018 e deixou Portugal em situação idêntica, ao vencer o Irão por 1-0, em jogo do grupo B, disputado em Kazan.

  • Os momentos que marcaram o 7.º dia de Mundial
    1:08
  • "Ronaldos nascem na Rússia como cogumelos"
    1:49
  • Os momentos descontraídos dos jogadores
    1:54
  • Ronaldo no País dos Sovietes: O humor russo
    1:32
  • Schulz responde a Trump: "é um especialista em estatísticas criminais"

    Mundo

    "Donald Trump é um especialista em estatísticas criminais: pagamentos a estrelas porno, contactos ilegais com russos e diretores de campanha presos". Foi assim que o deputado alemão Martin Schulz respondeu ao Presidente norte-americano, depois de este ter afirmado várias vezes que a criminalidade na Alemanha aumentou devido à imigração.

    SIC

  • "Vou pedir a alguém que dê esta notícia por mim". Jornalista emociona-se com o caso dos bebés mexicanos separados das famílias
    0:49