sicnot

Perfil

Mundo

Coreia do Sul acredita que surto de MERS está a perder força

As autoridades de saúde da Coreia do Sul consideraram hoje que a Síndrome Respiratória do Médio Oriente (MERS na sigla inglesa), que já matou 24 pessoas no país, estará a começar a perder força.

© Kim Hong-Ji / Reuters

A tese das autoridades sul-coreanas surge quando foi reportado mais um caso de contágio, a taxa mais baixa de infeção em duas semanas.

Com este novo caso as autoridades de saúde da Coreia do Sul confirmaram 166 contágios desde que a doença foi identificada pela primeira vez a 20 de maio.

Desde quinta-feira, o número de pessoas em quarentena caiu 12% para 5.930, um dia depois de a Tailândia confirmar o primeiro caso da doença, tornando-se assim o segundo país asiático a fazê-lo.

Apesar das fortes críticas ao governo da Presidente Park Geun-Hye, e do pedido de desculpas do recém-nomeado primeiro-ministro Hwang Kyo-ahn por alegada "resposta inadequada" ao problema no início, a líder da Organização Mundial de Saúde, Margaret Chan, de Hong Kong, manifestou o seu otimismo na capacidade sul-coreana em conter o vírus.

Margaret Chan salientou mesmo que Seul está agora "em muito bom ritmo" depois de uma resposta inicial algo lenta.

Uma pequena vila colocada sob quarenta "abriu" hoje, após duas semanas de isolamento, autorizando os seus 102 habitantes a retomar a normal atividade diária.

"Aparentemente o surto começou a perder força", disse uma fonte do Ministério da Saúde aos jornalistas numa reunião diária em Seul ao salientar, no entanto, a necessidade de aguardar e ter atenção a novos casos que surjam, nomeadamente em unidades de saúde expostas ao vírus.

Atualmente há 112 pessoas internadas e 30 tiveram, entretanto, alta.

  • Vem lá chuva

    País

    A chuva vai voltar a Portugal continental a partir de quarta-feira e pelo menos até domingo, enquanto as temperaturas mínimas deverão subir.

  • "O Sporting é o um barco à deriva"
    2:26
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    A crise do Sporting foi o principal tema em O Dia Seguinte, esta segunda-feira. José Guilherme Aguiar censura Bruno de Carvalho por ter convidado Jorge Jesus para a comissão de honra da recandidatura. Já Rogério Alves não tem dúvidas que a contestação tem aumentado de tom devido à proximidade das eleições do Sporting. Rui Gomes da Silva pensa que toda a direção leonina é responsável pelo mau momento atual do clube.

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi eleito pelo círculo de Braga. Agora, vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Pode estar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Violação emitida em direto no Facebook

    Mundo

    Três homens foram detidos na Suécia, por suspeitas de violação de uma mulher, num apartamento a 70 quilómetros da capital. Os suspeitos filmaram o ato de violência e exibiram-no em direto no Facebook.

  • "O México não acredita em muros"
    0:45

    Mundo

    Em resposta a Donald Trump, o Presidente mexicano diz que o país não acredita em muros, mas em pontes. Enrique Peña Nieto diz ainda que o México vai procurar dialogar com os Estados Unidos sem confrontos, mas também sem submissão.