sicnot

Perfil

Mundo

Mais de 33 mil pessoas morreram em 2014 em ataques terroristas

Com mais de 33 mil pessoas mortas em 2014 em "ataques terroristas", o mundo registou uma subida acentuada do número de vítimas destes atentados, salientou hoje a diplomacia dos EUA. 

Julio Cortez

Num documento em que se faz um balanço quantitativo do ano 2014, o Departamento de Estado analisa também o aparecimento fulgurante do grupo terrorista que se designa por Estado Islâmico no Iraque e na Síria e acusa ainda o Irão de continuar a "apoiar o terrorismo" no Médio Oriente. 

O panorama estatístico mundial, que se estende até 31 de dezembro de 2014, recenseia 13.463 "ataques terroristas" no ano passado, que causaram a morte a 32.727 pessoas, o que representa uma subida de 81% em relação ao ano anterior. 

Desta avalanche de números em bruto, que deixa pouco espaço para a análise, Washington destaca que 95 países foram atacados por atos "terroristas" em 2014, mas que mais de 60% concentraram-se em Iraque, Paquistão, Afeganistão, Índia e Nigéria. 

O docuemnto destaca também que 78% das pessoas mortas foram-no nestes países.

Esta forte subida do número de mortes é atribuída ao facto de, "em 2014, ter havido 20 ataques em que se registaram (em cada um) mais de 100 pessoas mortas, o que compara com apenas dois em 2013", ainda segundo o Departamento de Estado. 

Conceito ideológico, próprio a várias controvérsias, o termo "terrorismo" é definido juridicamente pelo Governo dos EUA como um "ato de violência premeditada, com motivos políticos, realizado por grupos subnacionais ou agentes clandestinos, contra alvos não combatentes". 

Lusa
  • Relatório pedido pelo Governo PSD-CDS já apontava falhas no SIRESP
    2:26
  • Proteção Civil aponta falhas do SIRESP, operadora diz que esteve à altura do fogo
    4:22
  • Temer pode cair menos de um ano depois da queda de Dilma
    3:06
  • Imagens do resgate de crianças feridas num bombardeamento na Síria
    2:00

    Mundo

    Os Estados Unidos acusam o regime sírio de estar a preparar um novo ataque químico e avisam Bashar al-Assad que vai pagar caro se o concretizar. No terreno, os ataques aéreos continuam a fazer vítimas civis. Da periferia de Damasco chegam imagens dramáticas do resgate de duas crianças feridas num bombardeamento.

  • Mulher atira moedas para o motor do avião por superstição

    Mundo

    As superstições levam as pessoas a fazer coisas bizarras e até, mesmo, perigosas. Este foi o caso de uma mulher chinesa que decidiu atirar moedas para o motor de um avião, para garantir boa sorte na viagem, que estava prestes a fazer. Contudo, a ação obrigou ao atraso do voo que partia de Xangai, numa companhia aérea chinesa.

  • Modelo italiana atacada com ácido volta ao trabalho

    Mundo

    Gessica Notaro, antiga concorrente do concurso Miss Itália, já regressou ao trabalho como treinadora de leões marinhos, cinco meses depois de ter sido atacada com ácido, alegadamento pelo ex-namorado, Jorge Edson Tavares. Gessica Notaro diz que quer inspirar e encorajar outras mulheres a lutar contra o assédio e o bullying nas relações.

  • Quem é a mulher que diz ser filha de Salvador Dalí

    Cultura

    Maria Pilar Abel Martínez nasceu em 1956 e será o alegado fruto de um caso entre a sua mãe e Salvador Dalí. Um tribunal de Madrid ordenou a exumação do cadáver do pintor e a obtenção de amostras, de modo a determinar se a mulher espanhola é mesmo filha de Dalí.