sicnot

Perfil

Mundo

Presidentes da Odebrecht e Andrade Gutierrez presos por suspeita de corrupção na Petrobras

Os presidentes das construtoras brasileiras Odebrecht e Andrade Gutierrez foram detidos esta sexta-feira por suspeita de envolvimento com a corrupção na Petrobras, na 14.ª fase da Operação Lava Jato, da Polícia Federal e do Ministério Público.

O procurador do Ministério Público Federal afirmou à imprensa que as empresas comandavam um cartel para a decisão de contratos na petrolífera. (Arquivo)

O procurador do Ministério Público Federal afirmou à imprensa que as empresas comandavam um cartel para a decisão de contratos na petrolífera. (Arquivo)

Silvia Izquierdo / AP

O procurador do Ministério Público Federal, Carlos Fernando dos Santos Lima, afirmou à imprensa que as empresas comandavam um cartel para a decisão de contratos na petrolífera, e que havia o pagamento de propinas com o envio das remessas ilegais para contas bancárias fora do Brasil. 

A 14.ª fase da Operação Lava Jato foi realizada com ações em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul, com a expedição de 12 mandados de prisão temporária e preventiva, entre eles o dos presidentes Marcelo Odebrecht, da empresa com o mesmo nome, e Otávio Marques de Azevedo, da Andrade Gutierrez, além de outros executivos das empreiteiras. 

A Odebrecht é a maior construtora brasileira e lidera projetos de infraestruturas não só no país, mas também em Portugal, Angola, Moçambique e na Guiné Equatorial. A Andrade Gutierrez é a terceira maior construtora do Brasil e também tem negócios na África lusófona. 

As empresas já haviam sido citadas como participantes no esquema por executivos da Petrobras que fizeram acordo com as autoridades, em que cedem informações em troca de uma possível redução da sua pena na Justiça. 

A Odebrecht, citada pela Folha de São Paulo, confirmou que foram realizados mandados de prisão e condução coerciva e de busca e apreensão nas suas sedes. 

"A CNO [Construtora Norberto Odebrecht] entende que estes mandados são desnecessários, uma vez que a empresa e os seus executivos, desde o início da operação Lava Jato, sempre estiveram à disposição das autoridades", referiu a empresa. 

A Andrade Gutierrez, também disse, citada pelo mesmo jornal, que está a colaborar com as investigações, e reiterou que "não tem ou teve qualquer relação com os factos investigados pela Operação Lava Jato, e que espera poder esclarecer todas as questões da Justiça o quanto antes".
Lusa
  • Zeca Afonso morreu há 30 anos
    1:11
  • Mariana Mortágua acusa Governo anterior de deixar escapar milhões para offshores
    1:39

    Opinião

    Mariana Mortágua e Adolfo Mesquita estiveram na Edição da Noite da SIC Notícias para mais um Esquerda Direita. Mariana Mortágua acusou o Governo anterior de, por opção ou negligência, ter deixado escapar 10 mil milhões de euros para offshores. Já Adolfo Mesquita Nunes, do CDS-PP, desvalorizou o assunto afirmando que serve apenas para desviar as atenções da questão da Caixa Geral de Depósitos

  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • Técnica de defesa contra aperto de mão de Donald Trump
    1:39
  • Vídeo mostra aterragem de Harrison Ford que quase causou um desastre

    Mundo

    Harrison Ford quase provocou um grave acidente quando, ao pilotar um dos seus aviões, falhou a pista de aterragem e esteve muito perto de chocar contra um um Boeing 737, com mais de 100 pessoas a bordo. O incidente com o ator norte-americano, considerado um piloto experiente, aconteceu na passada segunda-feira, dia 13, no Condado de Orange, na Califórnia, e o momento foi captado em vídeo.

  • Descoberta nova espécie de primatas em Angola

    Mundo

    Uma equipa britânica de cientistas descobriu uma nova espécie de galagos anões, um primata pertencente à família dos galonídeos - comum na África subsariana -, na floresta ameaçada da Kumbira, localizada na província do Cuanza Sul, noroeste de Angola.

  • Vestidos da princesa Diana em exposição
    1:29

    Mundo

    As roupas mais emblemáticas da princesa Diana vão estar em exposição no Palácio de Kensington, em Londres, a partir de sexta-feira. O objetivo é mostrar a evolução do estilo da princesa de Gales, considerada um dos maiores ícones de moda de sempre.