sicnot

Perfil

Mundo

Primeira ronda de consultas de paz sobre o Iémen chegam ao fim sem perspetivas de fim do conflito

As consultas de paz sobre o conflito no Iémen que decorreram em Genebra, terminaram sem alcançar o fim das hostilidades, anunciou hoje o enviado especial das Nações Unidas para esse país, o mauritano Ismail Ould Sheikh Ahmed.

Hani Mohammed

"Creio que há acordo entre as duas partes quanto à importãncia de se obter uma trégua. Contudo, são necessárias mais consultas", disse o mediador, que falava em conferência de imprensa.

Desde a passada terça-feira que Genebra acolhe a primeira ronda de consultas de paz entre o Governo iemenita no exílio e os rebeldes xiitas 'huthis', que na sequência de uma ofensiva em setembro de 2014, controlam atualmente grande parte do país, incluindo a capital, Sanaa.

Ismail Ould Sheikh Ahmed disse ainda que vai viajar de imediato para Nova Iorque, para expor a situação ao secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, e ao Conselho de Segurança, embora continue a manter à distância o diálogo com as partes em conflito para se chegar a uma trégua.

Os combates no Iémen, onde uma coligação liderada pela Arábia Saudita realiza desde 26 de março ataques contra posições rebeldes, causaram já 2.600 mortos, desde o fim de março, de acordo com dados da ONU.

Os ataques aéreos não travaram a progressão dos rebeldes que, além de Sanaa, controlam uma grande parte de Aden, segunda cidade do país, e grandes zonas de outras províncias.

A situação humanitária é catastrófica neste país da península arábica.

Lusa
  • "O que é isto, mamã?"
    36:23
  • Fim de semana de muito frio e vento forte
    2:08

    País

    Segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera, vem aí mais frio e as temperaturas mínimas negativas vão regressar a alguns pontos do país. Prevê-se também vento intenso para as próximas 48 horas.

  • O ensino à distância em Portugal
    4:12

    País

    Em Portugal, o ensino básico e secundário à distância já conta com 300 alunos e com a preciosa ajuda das novas tecnologias. É através do computador que a escola viaja e acompanha os alunos, alguns com doenças que não os permitem ir às aulas, outros que são atletas de alta competição e que têm a maior parte do tempo ocupado por treinos ou ainda os que fazem parte de famílias itenerantes, como é o caso dos que vivem no circo e andam de terra em terra.

  • Aprender a jogar badminton ao ritmo do samba
    2:54

    Mundo

    No Brasil, a correspondente da SIC foi conhecer um projeto social no Rio de Janeiro que mistura samba e desporto. Um desporto que ainda é pouco praticado mas que tem sido fundamental para transformar a vida de jovens das favelas e para descobrir novos talentos do badminton brasileiro.

    Correspondente SIC