sicnot

Perfil

Mundo

Família de presumível assassino de Charleston "chocada e incrédula"

A família do presumível assassino de Charleston, Dylann Roof, disse estar "chocada, aflita e incrédula" depois de o jovem, de 21 anos, ter confessado ter abatido nove pessoas com arma automática numa igreja no sudeste dos Estados Unidos. 

© POOL New / Reuters

O texto publicado na sexta-feira pelos familiares suspeitos é a primeira comunicação pública da família desde o massacre perpetrado na quarta-feira, durante uma noite de leitura de textos bíblicos. 

"É impossível expressar o nosso estado de choque, de aflição e de incredulidade sobre o que aconteceu", disse a família de Dylann Roof. "Sentimo-nos devastados e tristes".

"Como podem imaginar, é difícil falar e pedimos aos 'media' que respeitem a nossa intimidade", acrescentou a família, apresentando as suas condolências aos familiares das nove vítimas, com idades entre os 26 e os 87 anos. 

A procuradora-geral dos Estados Unidos anunciou que a abertura de um inquérito para averiguar se o massacre foi um crime de ódio, como Loretta Lynch o tinha qualificado anteriormente, ou também "um ato de terrorismo interno". 

Dylann Roof, detido horas depois do tiroteio, foi ainda acusado do crime de posse de armas.

O suspeito disse que pretendia lançar uma "guerra racial" ao disparar contra um grupo de pessoas que participavam numa sessão de leitura de textos sagrados na Igreja Africana Metodista Episcopal (AME) de Charleston. 

Seis mulheres e três homens, incluindo o pastor da igreja, morreram na sequência dos disparos e, segundo relato de um dos sobreviventes, Roof justificou o ato dizendo que os negros se estavam a "apoderar dos Estados Unidos". 







Lusa
  • Tudo o que precisa saber sobre a moção de censura ao Governo

    País

    O Governo minoritário do PS enfrenta na terça-feira a sua primeira moção de censura, a 29.ª em 43 anos de democracia, mas PCP, BE e PEV já anunciaram que vai "chumbar" a iniciativa do CDS-PP. Esta é a sétima moção de censura apresentada pelo CDS-PP e a 29.ª a ser discutida na Assembleia da República. Os três partidos de esquerda que têm apoiado o executivo, PCP, BE e PEV, já anunciaram que votam contra. Com os votos do PS, a moção é chumbada.

  • Encontrado corpo de menina posta de castigo na rua pelo pai

    Mundo

    Sherin Mathews estava desaparecida desde o dia 7 de outubro. Este domingo a polícia do estado norte-americano do Texas encontrou o corpo de uma criança que acreditam ser a menina de três anos, desaparecida depois de o pai a colocar de castigo na rua, durante a madrugada.

    SIC

  • A cadela que desistiu da CIA para ir "perseguir esquilos e coelhos"

    Mundo

    Nem todos os cães têm aptidão para combater o crime. Este é o caso de Lulu, uma cadela que estava a treinar para ser agente da CIA, mas que acabou por entrar na reforma ainda durante os treinos. Através do Twitter, a agência norte-americana anunciou na semana passada que Lulu já não iria treinar mais e que tinha sido adotada pelo agente que a treinava.

    SIC

  • A história por detrás da fotografia que correu (e impressionou) o Mundo

    Mundo

    Depois dos incêndios da semana passada na Galiza, começou a circular na internet e nas redes sociais a imagem de uma cadela que alegadamente levava a sua cria carbonizada na boca. Contudo, a cadela é na verdade macho e chama-se Jacki. Esta é a história do cão que passou os dias após os fogos a recolher animais mortos para os enterrar num campo perto de uma igreja, em Coruxo, Vigo.

    SIC