sicnot

Perfil

Mundo

Regime sírio bombardeou e destruiu mais importante museu de mosaicos, diz ONG

O mais conhecido museu sírio de mosaicos, em Maarat al-Noomane, uma zona controlada pelos rebeldes na Síria, foi severamente danificado pela explosão de dois barris de explosivos largados pela aviação do regime, anunciou hoje uma organização não governamental (ONG).

© Baz Ratner / Reuters

As ONG internacionais alertam regularmente para a utilização de barris de explosivos pelo regime de Bashar al-Assad, que nega recorrer ao uso deste tipo de armas mortíferas.

Em comunicado, Cheikhmous Ali, diretor da Associação para a Proteção da Arqueologia da Síria (APSA), com sede em Estrasburgo, França, afirmou que o museu, situado num antigo posto comercial otomano de Khan Mourad Pasha datado de 1563, "sofreu uma destruição maciça causada por dois barris de TNT (explosivo de grande potência) lançados na segunda-feira por um helicóptero das forças armadas sírias".

Vários painéis de mosaicos, expostos no pórtico leste, foram destruídos. Dois painéis retangulares que representam motivos geométricos foram também bastante danificados e quatro outros, de forma circular, sofreram danos menos relevantes, sobretudo furos provocados pelos estilhaços.

Também o edifício sofreu danos graves, sobretudo a mesquita que ali se encontra.

O museu reúne mais de 2.000 metros quadrados de mosaicos antigos.

O diretor geral do departamento sírio de museus e antiguidades, Maamoun Abdulkarim, lamentou, em declarações à agência francesa AFP, "mais uma tragédia para o património sírio", mas recusou atribuir responsáveis ao ataque.

"É preciso atribuir aos museus a sua neutralidade, e ninguém, qualquer que seja o lado que defende, tem o direito de tocar na memória do nosso país", declarou o responsável.

Mais de 300 locais de valor incalculável para a Humanidade foram destruídos, danificados ou pilhados no decorrer da guerra na Síria, alertaram as Nações Unidas em finais de dezembro de 2014, com base em imagens de satélite.

  • Sérgio Conceição no radar do FC Porto

    Desporto

    O treinador português e os seus representantes têm marcada para esta sexta-feira uma reunião decisiva com o FC Porto. Sérgio Conceição poderá ser o sucessor de Nuno Espírito Santo no comando técnico dos dragões.

  • Morreu José Manuel Castello-Lopes

    Cultura

    O empresário de cinema morreu esta quinta-feira aos 86 anos. A notícia da morte foi avançada hoje pela Academia Portuguesa de Cinema na sua página de Facebook.

  • Grupo armado mata 28 cristãos no Egito
    1:03
  • PSD quer criar taxa sobre a Uber e Cabify
    1:21

    Economia

    O PSD quer criar uma taxa sobre a Uber e Cabify para regulamentar as plataformas de transporte. A proposta deu entrada esta sexta-feira, no Parlamento, e procura ser uma alternativa ao projeto lei do Governo para o setor.

  • Médico português a caminho de Mossul
    3:01

    País

    Um médico português vai partir para o Iraque, no final do mês, para integrar uma equipa dos Médicos Sem Fronteiras. Gustavo Carona vai para Mossul, uma cidade bastião dos jihadistas, que tem sido palco de uma violenta guerra entre o Daesh e as forças iraquianas.

  • Filho de Eduardo dos Santos gasta 500 mil euros em relógio

    Mundo

    Desta vez não é Isabel dos Santos que dá que falar, mas sim um outro filho do Presidente de Angola. Danilo dos Santos arrematou um relógio por 500 mil euros, num leilão em Cannes. O momento foi partilhado através de um vídeo no Instagram, no qual aparece o ator Will Smith a comentar que o jovem "parece demasiado novo para ter 500 mil euros".

  • O "chega p'ra lá" de Trump
    2:35
  • A promessa e a peregrinação do Presidente no Luxemburgo
    2:28

    País

    O Presidente da República promete voltar ao Luxemburgo até ao final do ano, se houver mais 10 mil portugueses recenseados até julho. Marcelo Rebelo de Sousa participou esta quinta-feira na peregrinação em honra de Nossa Senhora de Fátima, que todos os anos recebe milhares de emigrantes portugueses.

    Enviados SIC