sicnot

Perfil

Mundo

Aguarelas de Hitler vendidas por cerca de 400 mil euros

Aguarelas e desenhos pintados por Adolf Hitler há cerca de cem anos foram vendidos este fim-de-semana em leilão por cerca de 400 mil euros.

© Kai Pfaffenbach / Reuters

A obra mais cara foi vendida a um comprador chinês por cem mil euros, anunciou a casa de leilões Weidler, situada em Nuremberga, de acordo com a agência de notícias alemã DPA.

A aguarela representa o castelo de Neuschawanstein, na Baviera, mandado construir pelo rei Luís II, e que a silhueta adotada como logo pelos estúdios Disney celebrizou em todo o mundo.

Todas as outras obras vendidas, realizadas em 1904 e 1922 e maioritariamente da autoria de Hitler, encontraram comprador.

A casa de leilões preservou a identidade dos compradores, que quiseram manter-se anónimos, mas adiantou que são provenientes do Brasil, dos Emirados Árabes Unidos, de França e da Alemanha.

Quando era jovem, Adolf Hitler tentou inscrever-se na Academia de Artes de Viena, mas a sua candidatura foi rejeitada devido à falta de talento. No entanto, o mais tarde ditador continuou a pintar, copiando cenas de postais que vendia a turistas.

Os especialistas consideram as obras de Hitler medíocres e geralmente as grandes leiloeiras recusam-se a vendê-las.

Na Alemanha, a venda de obras do chefe nazi é autorizada, desde que não inclua símbolos proibidos.







Lusa
  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.