sicnot

Perfil

Mundo

Estado Islâmico acusado de colocar minas junto às antigas ruínas de Palmira

Militantes do grupo Estado Islâmico (EI) colocaram minas terrestres e explosivos junto das antigas ruínas da cidade de Palmira, na Síria, disse hoje uma fonte à agência AFP, garantindo que o objetivo desta ação "não era claro".

© Khaled Al Hariri / Reuters

Um dos responsáveis do departamento de antiguidades da Síria, contactado por telefone, a partir de Damasco, disse à AFP que tinha recebido informações e relatos de moradores da cidade de Palmira sobre a colocação de explosivos nessa zona.

Por sua vez, o Observatório Sírio para os Direitos Humanos, que tem uma rede de fontes no terreno, garantiu que, no sábado, foram colocadas minas e explosivos junto às ruínas de Palmira, na província central de Homs, na Síria.

"Não se sabe se o objetivo é fazer explodir as ruínas ou impedir que as forças leais ao regime Sírio possam avançar para a cidade", disse o diretor do observatório, Rami Abdel Rahman.

De acordo com este responsável, as forças do regime lançaram ataques aéreos contra a parte residencial de Palmira nos últimos três dias, tendo matado pelo menos 11 pessoas.

"As forças do regime trouxeram reforços para a periferia de Palmira nos últimos dias, que indicam que podem estar a planear uma operação para retomar a cidade", concluiu.

Palmira é famosa pela suas vastas e bem preservadas ruínas greco-romano e está nas mãos dos rebeldes do grupo Estado Islâmico desde maio deste ano.







Lusa
  • Deputados pedem medidas urgentes para travar exploração de urânio junto à fronteira
    3:06

    País

    Um projeto de exploração de urânio no município de Retortilho em Salamanca, a cerca de 40 quilómetros da fronteira portuguesa, está a causar preocupação nos dois países. Portugueses e espanhóis temem o risco de contaminação por via aérea e fluvial. Deputados portugueses visitaram o local, onde pediram medidas firmas e urgentes ao Governo para travar o projeto. As autoridades de Espanha não acionaram o mecanismo de avaliação ambiental partilhada.

  • Mulher enterrada viva no Brasil
    1:13

    Mundo

    Uma mulher de 37 anos terá sido enterrada viva no oeste da Bahia, no Brasil. A certidão de óbito aponta um choque séptico como a causa da morte, mas os ferimentos com que foi encontrada no interior do caixão indicam um possível erro. Os moradores de casas vizinhas do cemitério municipal onde Rosângela dos Santos foi enterrada ouviram gritos vindos do túmulo.

  • "Os Estados Unidos são uma sociedade de pistoleiros"
    3:47
  • Trump desafia Oprah a candidatar-se para ser derrotada

    Mundo

    Apesar de Oprah Winfrey ter excluído uma eventual candidatura às eleições presidenciais dos Estados Unidos da América, Donald Trump ainda não se esqueceu dos rumores e desafiou a apresentadora a candidatar-se em 2020. Através do Twitter, o Presidente norte-americano disse ainda que assim poderia ser "exposta e derrotada como todos os outros".

    SIC