sicnot

Perfil

Mundo

Coreia do Norte boicota Universíadas no Sul

A Coreia do Norte vai boicotar as Universíadas, que se vão disputar na Coreia do Sul, em julho, devido à criação de um gabinete da ONU em Seul, para monitorizar o respeito pelos direitos humanos pelo governo de Pyongyang.

Arquivo Reuters

De acordo com os organizadores, os responsáveis da Coreia do Norte enviaram um correio eletrónico a anunciarem que não iriam participar no evento, em Gwangju, de 03 a 14 de julho.

"O 'email' da Coreia do Norte citava razões políticas, como a abertura de um gabinete da ONU em Seul esta semana", assim como outras tensões junto à fronteira, disse um responsável do evento à AFP.

O presidente da câmara de Gwangju e presidente do comité organizador, Yoon Jang-Hyun, lamentou esta decisão e pediu uma mudança de mentalidade ao governo de Pyongyang.

"Com uma mente aberta, vamos esperar até ao último minuto pela participação da Coreia do Norte", disse o responsável, à agência de notícias Yonhap.



  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Itália tenta colocar migrações na agenda do G7 contra vontade dos EUA
    1:45
  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.