sicnot

Perfil

Mundo

Sete talibãs mortos na operação que pôs fim ao ataque contra parlamento afegão

O ataque dos talibãs contra o parlamento afegão terminou hoje com a morte de sete rebeldes, numa ação que causou pelo menos 18 mortos civis, mas nenhum deputado, disse fonte governamental.

reuters

O porta-voz da polícia de Cabul, Ebadullah Karimi, disse que seis atacantes morreram poucos minutos depois de iniciada a operação e que a área estava sob controlo das forças de segurança afegãs. 

De acordo com uma mensagem na rede social "Twitter" do porta-voz do ministério do Interior afegão, Sediq Sediqqi, morreram sete talibãs na operação das forças de segurança e não se registaram vítimas entre os deputados. 

Karimi disse ainda que não houve vítimas entre os militares e polícias afegãos. 

Várias detonações ocorridas durante o ataque deveram-se à explosão de um depósito de munições das forças de segurança afegãs, que se encontra no edifício do parlamento. 

O porta-voz do ministério da Saúde Pública, Ismail Kawusi, disse que 18 civis ficaram feridos no ataque, tendo sido levados para o hospital Istiqlal, próximo do parlamento. 

A câmara baixa do parlamento afegão devia debater, na sessão de hoje, a nomeação de Masum Stanekzai para novo ministro da Defesa, que deve ser ratificada pelos deputados. 

Na primavera, os talibãs lançam habitualmente uma grande ofensiva, visando diversos alvos. Em maio, registaram-se vários ataques contra pensões em Cabul, nos quais morreram duas dezenas de pessoas, incluindo vários estrangeiros. 

  • "Sinto-me como quem leva uma sova monumental"
    0:30
  • Temperaturas vão subir até 4ª feira

    País

    As temperaturas vão subir até esta quarta-feira, prevendo-se máximas entre os 22 e os 29 graus na generalidade do território, valores acima do normal para a época do ano, adiantou hoje a meteorologista Maria João Frada.

  • A história por detrás da fotografia que correu (e impressionou) o Mundo

    Mundo

    Depois dos incêndios da semana passada na Galiza, começou a circular na internet e nas redes sociais a imagem de uma cadela que alegadamente levava a sua cria carbonizada na boca. Contudo, a cadela é na verdade macho e chama-se Jacki. Esta é a história do cão que passou os dias após os fogos a recolher animais mortos para os enterrar num campo perto de uma igreja, em Coruxo, Vigo.

    SIC

  • Equipa responsável por renovação da Proteção Civil ainda não é conhecida
    2:45

    País

    A constituição da unidade de missão que deverá entrar esta segunda-feira em funções para concretizar a reforma dos sistemas de prevenção e combate a incêndios ainda não é conhecida. A equipa de trabalho anunciada por António Costa será responsável por pôr de pé o novo sistema de Proteção Civil, aprovado no Conselho de Ministros extraordinário de sábado.

  • "Quero unir o PSD depois de o clarificar"
    1:17
  • Quando o cão de Macron fez chichi no gabinete do Presidente francês
    0:31
  • Antigos presidentes dos EUA angariam 26 milhões para vítimas dos furacões
    0:58

    Mundo

    Os cinco antigos presidentes dos Estados Unidos da América ainda vivos juntaram-se para ajudar as vítimas dos furacões. Bill Clinton e Barack Obama lembraram as vítimas dos furacões e elogiaram o espírito solidário dos norte-americanos. Os antigos presidentes norte-americanos lançaram o apelo no início do mês passado e já conseguiram angariar cerca de 26 milhões de euros.