sicnot

Perfil

Mundo

Polícia antimotim dispersa centenas de manifestantes na Arménia

galeria de fotos

A polícia antimotim dispersou hoje centenas de manifestantes que protestavam em frente ao palácio presidencial de Erevan, a capital da Arménia, contra o aumento das tarifas de eletricidade, noticia a AFP. 

© Stringer . / Reuters

VAKHRAM BAGHDASARYAN/PHOTOLURE

VAKHRAM BAGHDASARYAN/PHOTOLURE

© Stringer Shanghai / Reuters

© Stringer Shanghai / Reuters

© Stringer Shanghai / Reuters

© Stringer . / Reuters

As forças da ordem intervieram ao amanhecer, recorrendo a balas de borracha e canhões de água para dispersar os manifestantes.

Segundo a agência Efe, pelo menos 18 pessoas, incluindo 11 polícias, ficaram feridas e cerca de 250 foram detidas. 

A AFP escreve que polícias à paisana atuaram contra os jornalistas, confiscando material ou destruindo equipamentos. 

Na noite de segunda-feira, cerca de 4.000 pessoas concentraram-se em frente ao palácio presidencial e algumas centenas pernoitaram no local. 



Lusa
  • As mulheres na clandestinidade durante o Estado Novo
    7:32

    País

    Não se sabe quantas mulheres portuguesas viveram na clandestinidade durante o Estado Novo, mas estiveram sempre lado a lado com os homens que trabalhavam para o Partido Comunista na luta contra a ditadura. Aceitavam serem separadas dos filhos e mudarem de identidade várias vezes ao longo dos anos. A história de algumas destas mulheres estão agora reunidas num livro que acaba de ser lançado.