sicnot

Perfil

Mundo

Onda de calor no Paquistão já fez mais de 800 mortos

A onda de calor que está a afetar o sul do Paquistão já provocou mais de 800 mortos. Os hospitais e as morgues estão perto de atingir a lotação.

As autoridades temem que o número de vítimas mortais continue a aumentar.

As autoridades temem que o número de vítimas mortais continue a aumentar.

Shakil Adil / AP

O Exército montou dezenas de centros de saúde para distribuírem água pelos habitantes. A desidratação é a principal causa das mortes já registadas.

As autoridades temem que o número de vítimas mortais continue a aumentar.

Em pleno Ramadão, a situação agravou-se com várias pessoas a recusarem-se a interromper o jejum. Sucessivos e extensos cortes de eletricidade têm também afetado a população.

As temperaturas chegaram a atingir os 45 graus.
  • Incêndios em Portugal - um mês depois
    9:10

    Reportagem Especial

    Regressar a casa para refazer a vida é tudo o que querem as famílias a quem o fogo levou quase tudo, há cerca de um mês. Contudo, esse regresso não tem sido fácil. Depois dos incêndios, famílias e empresas ainda têm de vencer as burocracias. A Reportagem Especial deste sábado regressa a Seia, onde arderam mais de 70 casas de primeira habitação e onde a vida de muitos parece ter entrado num impasse.

  • CIP contra 600€ de salário mínimo, ameaça boicatar iniciativas do governo
    1:28

    Economia

    O presidente da Confederação Empresarial de Portugal (CIP) está contra o aumento do salário mínimo para 600€. Em entrevista conjunta à Antena1 e ao Jornal de Negócios, o presidente António Saraiva considerou a proposta "uma luta partidária" dos comunistas com o Bloco de Esquerda" e ameaça boicotar a presença em iniciativas publicas, promovidas pelo executivo.