sicnot

Perfil

Mundo

Ameaça de explosivos a bordo obriga Ryanair a adiar voo

Um avião da Ryanair, proveniente de Varsóvia, na Polónia, com destino a Oslo, na Noruega, foi, adiado devido a uma ameaça de explosivos a bordo.

© Fabrizio Bensch / Reuters

As autoridades suspeitavam que havia explosivos a bordo. Tanto a polícia como a Ryanair, dona do avião, garantem que não passou de um falso alarme.

De acordo com a Agência Reuters, a Ryanair confirmou que foi feita uma chamada anónima, denunciado a presença de explosivos a bordo de um dos seus aviões, na Polónia, mas garante que tudo não passou de um falso alarme.

Entretanto as autoridades polacas já detiveram o suspeito, um homem de 48 anos.

No local, estiveram mais de uma dezena de bombeiros. O aparelho foi inspecionado por uma equipa peritos que não encontrou nenhum explosivo a bordo.

A Ryanair garante que o avião estava vazio, ao contrário do que chegou a ser avançado pela agência de notícias AP que dava conta de que o aparelho tinha sido sujeito a uma aterragem de emergência.  

Todas as aterragens e descolagens no aeroporto foram temporariamente suspensas.

O aeroporto de Varsóvia já terá regressado à normalidade. 
  • Os números das eleições francesas
    0:50

    Eleições França 2017

    Os resultados definitivos mostram que Emmanuel Macron obteve 24% dos votos, na primeira volta das eleições francesas. Ficou quase três pontos à frente de Marine Le Pen, que conseguiu 21,3%. Os números oficiais, publicados pelo Ministério do Interior, dão ainda conta da taxa de abstenção: 22,2%, um ligeiro aumento face à primeira volta das presidenciais de 2012.

  • ASAE encerra em média um restaurante por dia
    1:33
  • Grupo de brasileiros em assalto milionário no Paraguai
    1:24