sicnot

Perfil

Mundo

Ameaça de explosivos a bordo obriga Ryanair a adiar voo

Um avião da Ryanair, proveniente de Varsóvia, na Polónia, com destino a Oslo, na Noruega, foi, adiado devido a uma ameaça de explosivos a bordo.

© Fabrizio Bensch / Reuters

As autoridades suspeitavam que havia explosivos a bordo. Tanto a polícia como a Ryanair, dona do avião, garantem que não passou de um falso alarme.

De acordo com a Agência Reuters, a Ryanair confirmou que foi feita uma chamada anónima, denunciado a presença de explosivos a bordo de um dos seus aviões, na Polónia, mas garante que tudo não passou de um falso alarme.

Entretanto as autoridades polacas já detiveram o suspeito, um homem de 48 anos.

No local, estiveram mais de uma dezena de bombeiros. O aparelho foi inspecionado por uma equipa peritos que não encontrou nenhum explosivo a bordo.

A Ryanair garante que o avião estava vazio, ao contrário do que chegou a ser avançado pela agência de notícias AP que dava conta de que o aparelho tinha sido sujeito a uma aterragem de emergência.  

Todas as aterragens e descolagens no aeroporto foram temporariamente suspensas.

O aeroporto de Varsóvia já terá regressado à normalidade. 
  • "Não há nenhuma meta com Bruxelas", garante Centeno no Parlamento
    0:57

    Economia

    O ministro das Finanças afirma que o Programa de Estabilidade é debatido em Lisboa e não em Bruxelas.Esta manhã, no Parlamento, Mário Centeno assegurou ainda que as metas são as mesmas com que se comprometeu no programa do Governo e garante que não há nenhuma meta acordada com Bruxelas.