sicnot

Perfil

Mundo

Atirador do atentado na Tunísia era um estudante desconhecido da polícia

O atirador do atentado de hoje contra um hotel na zona turística de Sousse, na costa oriental da Tunísia, morto pela polícia, era um estudante desconhecido das autoridades, segundo fonte oficial tunisina. 

Polícia tunisina com um suspeitos dos ataques em Sousse.

Polícia tunisina com um suspeitos dos ataques em Sousse.

Med amine ben aziza/EPA

"Ele é tunisino, natural da região de Kairouan (centro). É um estudante", disse o secretário de Estado da Segurança, Rafik Chelly, a uma rádio tunisina.

"Esta pessoa não era conhecida" das autoridades, acrescentou.

"Entrou pela praia, vestido como um banhista e com um guarda-sol dentro do qual estava uma metralhadora", disse Chelly.

O responsável disse ainda que, de acordo com os primeiros elementos da polícia, o ataque foi cometido por um único atirador.

Pelo menos 27 pessoas, entre as quais turistas estrangeiros, foram mortas hoje quando um homem armado abriu fogo indiscriminadamente no hotel International Marhaba, na estância turística de Sousse, cerca de 140 quilómetros a sul de Tunes.

O atacante foi morto pela polícia no local.


Lusa
  • Hoje joga Portugal (mas antes há um Uruguai-Rússia em direto na SIC)

    Mundial 2018 / O Mundial

    Começa a última jornada da fase de grupos do Mundial, com quatro jogos por dia. Às 15:00, numa partida transmitida em direto na SIC, a anfitriã Rússia e o Uruguai resolvem qual poderá ser o adversário de Portugal nos oitavos de final. Isto, dependendo claro da prestação da seleção nacional frente ao Irão, ao fim da tarde, uma vez que a qualificação não está garantida (e pode até depender do resultado do Espanha-Marrocos).

  • Comandante da Proteção Civil confiante nos meios de combate aos incêndios
    1:56

    País

    Depois das falhas apontadas ao sistema de comunicações SIRESP durante os incêndios do ano passado, o cComandante operacional da Proteção Civil diz que não há meios de comunicação infalíveis. Duarte Costa acredita que este verão será mais calmo do que anterior e contabiliza já mais de 2000 incêndios desde maio que não foram notícia.

  • Líderes europeus assinalam progressos para alcançar acordo sobre migrações
    2:02