sicnot

Perfil

Mundo

Dezenas de mortos em ataque a base da Missão da União Africana na Somália

Dezenas de soldados foram mortos hoje na sequência de um ataque bombista feito por rebeldes islamitas 'shebab' às instalações militares da União Africana (UA), noticiou a agência de notícias AFP. 

"Este ataque foi o mais duro de sempre que aconteceu na região, os rebeldes 'shebab' tomaram completamente o controlo da base e mataram muitos soldados", disse Alinur Mohamed, residente na região de Lego, a 100 quilómetros de Mogadíscio, capital da Somália.

 Na base, da Missão da União Africana (AMISON), estavam cerca de 100 soldados burundianos, e acredita-se que o número de mortos ronde os 50, cujos corpos, segundo os testemunhos, ficaram estropiados e espalhados pela área.

A confirmar-se este número de mortos, o ataque de hoje representa o mais mortífero desde que, há oito anos, a AMISON chegou à Somália.

Maman Sidikou, representante especial da presidente da UA para a Somália, disse desconhecer o número efetivo de mortos e condenou o ataque, lamentando as perdas ocorridas e manifestou a sua solidariedade e a do Governo do Burundi às famílias. 

Lusa
  • Todos os distritos sob Aviso Amarelo devido ao frio

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera colocou Portugal continental sob Aviso Amarelo na quarta e na quinta-feira. Os termómetros vão estar abaixo de zero em todo o território, à exceção dos distritos de Lisboa, Porto e Faro.

  • Motim em prisão brasileira fez pelo menos 30 mortos
    1:09

    Mundo

    Um novo motim numa prisão brasileira fez pelo menos 30 mortos. A prisão, que é a maior do Estado do Rio Grande do Norte, tem capacidade para 600 reclusos mas acolhe quase o dobro. Após o motim de 14 horas, a polícia já tem o controlo total da prisão.

  • Aqui também se vive
    16:07
  • Austrália condena Japão por caça de baleias no Oceano Antártico

    Mundo

    O Governo da Austrália condenou hoje o Japão por retomar a caça de baleias no Oceano Antártico, após a divulgação de imagens de um cetáceo morto a bordo de um barco japonês que se encontrava em águas protegidas.O ministro do Ambiente, Josh Frydenberg, manifestou "profunda deceção", um dia depois de a organização Sea Shepherd divulgar fotografias e vídeos de uma baleia minke no barco japonês Nisshin Maru.