sicnot

Perfil

Mundo

Governo diz que não há informação de portugueses entre as vítimas de ataque na Tunísia

O secretário de Estado das Comunidades, José Cesário, disse hoje à Lusa que não há, até ao momento, informações de portugueses entre as vítimas do ataque contra um hotel na Tunísia.

Um ferido no ataque em Sousse, Tunísia.

Um ferido no ataque em Sousse, Tunísia.

Med amine ben aziza/EPA

"Estamos em contacto com a Tunísia mas, até ao momento, não há qualquer informação (de portugueses entre as vítimas deste ataque)", disse o secretário de Estado.

Pelo menos 27 pessoas foram mortas num ataque contra um hotel da zona turística de Sousse, na costa oriental da Tunísia, informou o Ministério do Interior.

Segundo o porta-voz do ministério, Mohamed Ali Aroui, tratou-se de "um ataque terrorista" contra o hotel International Marhaba, em Sousse", disse o porta-voz à televisão nacional. 

Segundo uma rádio local, que cita fontes da segurança, homens armados entraram na praia e no 'lobby' do hotel abrindo fogo indiscriminadamente contra as pessoas que ali estavam.


Lusa
  • Governo quer aumentar fiscalização a baixas fraudulentas
    1:10

    País

    O Governo quer criar uma bolsa de médicos para fiscalizar quem recebe o subsídio por doença. A intenção foi manifestada à TSF pela secretária de Estado da Segurança Social. Em 2016 foram detetados mais de 56 mil trabalhadores com baixa médica que afinal estavam aptos para trabalhar.

  • Novo motim em prisão brasileira do Rio Grande do Norte

    Mundo

    Um motim ocorreu esta segunda-feira de madrugada numa prisão do estado brasileiro de Rio Grande do Norte, sem fazer feridos ou mortos, depois de uma rebelião numa outra prisão do mesmo estado ter feito 26 mortos no fim de semana.

  • Cheias e derrocadas destroem várias casas no Peru
    0:42

    Mundo

    Um deslizamento de terras seguido de uma inundação destruiu várias casas no Peru. As imagens mostram o momento em que o deslizamento acontece e o caos que se gerou. O trânsito ficou cortado e as inundações que se seguiram obrigaram várias pessoas a abandonar as suas habitações.