sicnot

Perfil

Mundo

Portuguesa entre as vítimas do atentado na Tunísia

Uma mulher portuguesa morreu no ataque perpetrado na sexta-feira por um homem armado na estância turística de Sousse, na Tunísia, disse hoje o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Cesário.

© Zoubeir Souissi / Reuters


"A embaixada portuguesa em Tunes acabou de nos confirmar, infelizmente, que há uma cidadã nacional entre as pessoas que foram mortas ontem [sexta-feira] em Sousse", adiantou José Cesário.

Um representante da embaixada portuguesa está, neste momento, a acompanhar a autópsia da vítima, acrescentou José Cesário.

Um responsável da estância turística de Sousse, Fernando Castillo, avançou à Lusa que a vítima, de 76 anos, era a única portuguesa hospedada no hotel Riu Imperial Marhaba na altura do ataque.

A vítima foi transportada para o Hospital Charles-Nicolle, em Tunes, na capital tunisina, acrescentou Fernando Castillo.

O ataque perpetrado por um homem armado contra o hotel Riu Imperial Marhaba, em Port El Kantaoui, na costa oriental, a 140 quilómetros a sul de Tunes, foi esta noite reivindicado nas redes sociais pelo grupo radical autoproclamado Estado Islâmico.

No início da madrugada de hoje, o primeiro-ministro tunisino, Habib Essid, disse em conferência de imprensa que a maioria das vítimas do atentado era britânica, sem precisar números. 

No que diz respeito "às nacionalidades dos mortos (...), a maior parte é britânica. Depois há alemães, belgas e franceses", disse Essid em conferência de imprensa.

O primeiro-ministro tunisino baixou para 38 o número de vítimas do atentado, precisando que os 39 mortos anteriormente reportados pelo Ministério da Saúde incluíam o atirador, abatido pelas forças de segurança.


Lusa
  • Leão de Ouro de Souto de Moura faz "muito bem à alma" dos portugueses
    1:53
  • "Sonho com um futuro melhor", o desejo de um jovem sírio em Portugal
    2:12

    País

    Mais de 50 jovens sírios chegaram esta madrugada a Lisboa, para iniciarem o novo ano letivo, em Portugal. Sonham com um futuro melhor. Sonham com uma educação melhor. Os 54 estudantes vieram ao abrigo do programa lançado pelo antigo Presidente da República, Jorge Sampaio, que nos últimos anos já deu uma nova oportunidade a cerca de 200 alunos.

  • Na linha do triunfo
    16:49
  • Chamas do incêndio no Europa Park na Alemanha atingiram os 15 metros de altura
    0:57