sicnot

Perfil

Mundo

Testemunhos de horror e pânico de quem estava na praia da Tunísia

Testemunhos de horror e pânico de quem estava na praia da Tunísia

O atentato de ontem na Tunísia reivindicado pelo grupo Estado Islâmico fez 38 mortos. O governo tunisino mandou reforçar as medidas de segurança para evitar a fuga dos turistas e o cancelamento das viagens já marcadas. Quem estava na praia quando começaram os disparos, fala numa experiência traumatizante e em momentos de horror e pânico.

  • Maioria da vítimas do ataque na Tunísia de nacionalidade britânica
    2:07

    Mundo

    O primeiro-ministro da Tunísia anunciou hoje um aumento das medidas de segurança em todo o país. O governo vai chamar reservistas do exército para patrulharem as zonas turísticas e as principais cidades. O atentado de sexta-feira matou 38 pessoas, a maior parte das vítimas eram cidadãos britânicos de férias nas praias tunisinas.

  • Sexta-feira marcada por três ataques terroristas
    3:01

    Mundo

    Esta sexta-feira fica marcada por uma série de atentados-terroristas. Foram três ataques: um em França, outro na Tunísia e outro no Kuweit. Os atentados fizeram, ao todo, mais de 60 mortos e mais de duas centenas de feridos. O da Tunísia foi o mais mortífero de todos. Aconteceu numa estância turística e fez 37 mortos e cerca de 40 feridos. As vítimas são, na maioria, turistas britânicos, alemães e belgas, que estavam na praia. Importa alertar que as imagens que vamos ver a seguir, podem impressionar os espectadores mais sensíveis.

  • "É abusivo falar de fuga ao fisco"
    4:10

    Economia

    Dez mil milhões de euros é o valor de que se fala das transferências para contas offshore, que terão escapado à Autoridade Tributária. O número impressiona, mas é preciso notar que este dinheiro é capital que sai do país e o capital não está sujeito ao pagamento de imposto só porque sai do país. O fiscalista Tiago Caiado Guerreiro esteve no Jornal da Noite para dar mais explicações sobre o caso.