sicnot

Perfil

Mundo

Primeiro-ministro da Tunísia diz que autor de ataque se radicalizou na internet

O primeiro-ministro da Tunísia, Habibi Essid, disse esta segunda-feira que o autor do ataque de sexta-feira numa praia tunisina, em que morreram 38 pessoas, "se radicalizou sobretudo 'online'".

"Penso que ele se radicalizou sobretudo 'online'", disse Essid sobre Seifeddin Rezqui, estudante universitário, morto pela polícia durante o ataque. (Arquivo)

"Penso que ele se radicalizou sobretudo 'online'", disse Essid sobre Seifeddin Rezqui, estudante universitário, morto pela polícia durante o ataque. (Arquivo)

© Zoubeir Souissi / Reuters

Em excertos de uma entrevista à CNN divulgados hoje na página da cadeia norte-americana de televisão, Essid disse que o jovem de 23 anos tido como responsável pelo pior ataque 'jihadista' na Tunísia também pode ter recebido treino numa mesquita.

"Penso que ele se radicalizou sobretudo 'online'", disse Essid sobre Seifeddin Rezqui, estudante universitário, morto pela polícia durante o ataque.

O ataque foi rapidamente reivindicado pelo grupo extremista Estado Islâmico, que se tem destacado pela forte presença na internet e pelas sofisticadas técnicas de recrutamento nas redes sociais.

Questionado sobre se o atacante se teria radicalizado na universidade, Essid afirmou "não haver informações de momento" nesse sentido. "Mas há informação de que ele pertencia a uma organização e de que era muito, muito próximo de uma mesquita", acrescentou.

O primeiro-ministro disse por outro lado não estar determinado se Rezqui viajou para a vizinha Líbia, dominada por milícias islamitas, explicando que a circulação entre os dois países "pode ser feita de várias maneiras irregulares".
Lusa
  • Bataglia deixou passar 12 milhões pela sua conta a pedido de Salgado
    2:05

    Operação Marquês

    O presidente da Escom e arguido na Operação Marquês Helder Bataglia terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, amigo de José Sócrates. O amigo de Sócrates e Bataglia terão combinado várias formas de não levantar suspeitas. A notícia é avançada pelo jornal Expresso na edição deste sábado.

  • Dirigente derrotado da Gâmbia concorda em ceder poder

    Mundo

    O ex-presidente e candidato derrotado das eleições na Gâmbia, Yahya Jammeh, concordou em ceder o poder ao novo Presidente do país, empossado na quinta-feira, indicou esta sexta-feira um responsável governamental senegalês.

  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.