sicnot

Perfil

Mundo

Primeiro-ministro da Tunísia diz que autor de ataque se radicalizou na internet

O primeiro-ministro da Tunísia, Habibi Essid, disse esta segunda-feira que o autor do ataque de sexta-feira numa praia tunisina, em que morreram 38 pessoas, "se radicalizou sobretudo 'online'".

"Penso que ele se radicalizou sobretudo 'online'", disse Essid sobre Seifeddin Rezqui, estudante universitário, morto pela polícia durante o ataque. (Arquivo)

"Penso que ele se radicalizou sobretudo 'online'", disse Essid sobre Seifeddin Rezqui, estudante universitário, morto pela polícia durante o ataque. (Arquivo)

© Zoubeir Souissi / Reuters

Em excertos de uma entrevista à CNN divulgados hoje na página da cadeia norte-americana de televisão, Essid disse que o jovem de 23 anos tido como responsável pelo pior ataque 'jihadista' na Tunísia também pode ter recebido treino numa mesquita.

"Penso que ele se radicalizou sobretudo 'online'", disse Essid sobre Seifeddin Rezqui, estudante universitário, morto pela polícia durante o ataque.

O ataque foi rapidamente reivindicado pelo grupo extremista Estado Islâmico, que se tem destacado pela forte presença na internet e pelas sofisticadas técnicas de recrutamento nas redes sociais.

Questionado sobre se o atacante se teria radicalizado na universidade, Essid afirmou "não haver informações de momento" nesse sentido. "Mas há informação de que ele pertencia a uma organização e de que era muito, muito próximo de uma mesquita", acrescentou.

O primeiro-ministro disse por outro lado não estar determinado se Rezqui viajou para a vizinha Líbia, dominada por milícias islamitas, explicando que a circulação entre os dois países "pode ser feita de várias maneiras irregulares".
Lusa
  • Portugueses e espanhóis protestam em Salamanca contra mina de urânio
    0:38

    País

    O Bloco de esquerda desafia o Governo português a exigir às autoridades espanholas uma avaliação do impacto ambiental da mina de urânio a 40 quilómetros da fronteira portuguesa. Este caso está gerar contestação entre os ambientalistas. Várias associações portuguesas participaram este sábado numa manifestação em Salamanca. A Quercus diz-se preocupada com o impacto da mina de urânio no território português.

  • PS e PSD querem acordo sobre fundos e descentralização até ao verão
    3:07
  • Assalto a Tancos e roubo de armas da PSP podem estar relacionados
    1:24

    País

    O assalto a Tancos e o roubo de três armas da PSP, recuperadas na semana passada, podem estar relacionados. O semanário Expresso avança hoje que há suspeitos de terem participado nos dois assaltos e o grupo, ou parte dele, atua principalmente do Algarve, com possíveis ligações a outras organizações espalhadas pelo país ou até transacionais.

  • As gravações que provam que as autoridades conheciam o perfil violento de Nikolas Cruz
    1:35