sicnot

Perfil

Mundo

Queda de pequeno avião faz três mortos e incendeia casa nos EUA

Um pequeno avião despenhou-se, este domingo, sobre uma habitação nos Estados Unidos, causando a morte às três pessoas que seguiam a bordo e desencadeando um devastador incêndio, informaram as autoridades norte-americanas.

"Os quatro ocupantes [da casa], membros da mesma família, conseguiram escapar antes de a propriedade ficar envolta em chamas", disse, em comunicado, a polícia do estado de Massachusetts.

A aeronave, um Beech A36, caiu por volta das 18:00 (23:00 em Lisboa) sobre uma residência privada na cidade de Plainville, Massachusetts, a cerca de 56 quilómetros a sudoeste de Boston.

"Os três ocupantes do avião morreram", indicou a polícia, sem revelar a identidade das vítimas do acidente, cujas causas estão a ser investigadas.

Segundo a Administração Federal da Aviação, citada pelo jornal The Boston Globe, o avião deixou Lancaster, na Pensilvânia, com destino ao aeroporto Norwood Memorial, no Massachusetts.

O incêndio na habitação foi extinto cerca de duas horas depois do acidente, de acordo com as informações divulgadas pela polícia.



Lusa

  • A Verdade sobre a Mentira
    35:13
  • Elemento dos Super Dragões com medida de coação mais gravosa
    1:37

    Desporto

    Os seis arguidos da Operação Jogo Duplo, que investiga crimes de corrupção e viciação de resultados na II Liga de futebol, saíram em liberdade. A medida de coação mais gravosa é para um membro da claque Super Dragões, que terá de pagar uma caução de 5 mil euros.

  • "A Venezuela sofreu um Madurazo"
    0:32
  • "Leiam os meus lábios. Não!"
    0:12

    Mundo

    Vladimir Putin participou esta quinta-feira numa conferência, no Ártico. Questionado sobre se a Rússia tinha interferido nas últimas eleições dos Estados Unidos da América, o Presidente voltou a negar qualquer interferência, com uma frase que pensava pertencer a Ronald Reagan, mas que na verdade foi proferida por George Bush.

  • A provocação de Juncker a Trump
    0:40

    Mundo

    Jean-Claude Juncker lançou esta quinta-feira uma provocação a Donald Trump. No último dia do congresso do PPE, o presidente da Comissão Europeia disse que, se Trump incentivar outros países a sair da União Europeia, ele próprio vai apoiar a independência do Ohio e do Texas