sicnot

Perfil

Mundo

Circulação no túnel do canal da Mancha retomada após bloqueio por grevistas

A circulação de comboios no Eurotunnel foi reposta depois de várias horas de bloqueio por marinheiros grevistas em Calais, segundo o porta-voz da empresa responsável pelo túnel ferroviário, citado pela agência France Presse (AFP).   

© Christian Hartmann / Reuters

Segundo a mesma fonte, os comboios de transporte de carros voltaram a circular às 15:00 GMT (16:00 em Lisboa), e estão neste momento a operar normalmente, devendo ser retomada pouco depois a circulação dos comboios de passageiros Eurostar. 

Marinheiros da sociedade cooperativa SeaFrance bloquearam hoje o túnel ferroviário sob o canal da Mancha, em protesto contra a venda pela Eurotunnel de dois dos três navios explorados pela empresa a uma concorrente. 

Os sindicatos envolvidos, citados pelo canal noticioso France 24, calculam que a venda dos navios à companhia dinamarquesa DFDS Seaways provocará cerca de 120 despedimentos.

Segundo a AFP, cerca de 30 marinheiros tentaram desmantelar os carris e bloquearam a via ferroviária com placas de betão e pneus em chamas a 300 metros da entrada do túnel.

Os marinheiros fizeram ainda uma marcha-lenta na estrada em direção ao porto de Loon-Plage, onde atracam os navios da DFDS Seaways.

Lusa

  • Atacantes usaram "tática defendida pelos extremistas do Daesh"
    1:43

    Ataque em Barcelona

    O ex-presidente do Observatório de Segurança, Criminalidade Organizada e Terrorismo esteve em direto, para a SIC Notícias, onde falou sobre o ataque desta quinta-feira nas Ramblas, em Barcelona. José Manuel Anes falou na tática defendida na revista dos extremistas do Daesh e que foi usada neste ataque: a utilização de viaturas "de preferência as mais pesadas para matar o maior número de pessoas".