sicnot

Perfil

Mundo

Obama anuncia restabelecimento de relações com Cuba

O presidente norte-americano anunciou hoje o restabelecimento das relações diplomáticas entre os Estados Unidos e Cuba, após mais de meio século de tensões herdadas da Guerra-Fria, sublinhando "um novo capítulo" das relações bilaterais.    

Pablo Martinez Monsivais

"Hoje os Estados Unidos aceitaram formalmente restabelecer relações diplomáticas com (...) Cuba, para reabrir as embaixadas nos nossos respetivos países", declarou Barack Obama, a partir dos jardins da Casa Branca.  

Obama acrescentou que esta "é uma etapa histórica" nas relações norte-americanas-cubanas.  

"No final do verão, o secretário de Estado John Kerry deslocar-se-á a Cuba para hastear orgulhosamente a bandeira dos Estados Unidos, uma vez mais, na nossa embaixada", declarou Obama. 

O presidente cubano, Raul Castro, confirmou o restabelecimento das relações diplomáticas entre os dois países, suspensas desde 1961, numa carta dirigida ao homólogo norte-americano. 

"É com satisfação que confirmo que a República de Cuba decidiu restabelecer as relações diplomáticas com os Estados Unidos e abrir missões diplomáticas nos nossos respetivos países", declarou Castro, numa carta lida durante a emissão da televisão estatal cubana. 

Washington e Havana anunciaram já que a reabertura das embaixadas está prevista "a partir de 20 de julho", de acordo com cartas trocadas entre os dois presidentes. 

As relações diplomáticas entre os dois países estavam suspensas desde 1961, após uma decisão do presidente norte-americano John F. Kennedy, na sequência de uma aproximação dos revolucionários castristas à URSS e a confiscação dos bens norte-americanos. 

Desde 1977, os dois países, separados apenas pelo estreito da Florida (sudeste dos Estados Unidos), estão representados apenas através de seções de interesses em Washington e Havana, encarregadas de tarefas consulares. 

A reabertura de embaixadas segue-se ao anúncio histórico, em dezembro, de uma reaproximação entre estes dois países, após mais de cinco décadas de hostilidade e desconfiança. 

No final de maio, Washington levantou o principal obstáculo ao restabelecimento de relações diplomáticas, ao retirar Cuba da "lista negra" norte-americana de Estados que apoiam o terrorismo. 

Lusa

  • GNR só teve acesso às imagens das agressões em Alcochete 12 horas depois
    1:42

    Crise no Sporting

    A GNR não pôde visionar as imagens de videovigilância da Academia de Alcochete logo que chegou ao local. O sistema estava inoperacional, o que fez com que as imagens só fossem entregues quase 12 horas depois do ataque à equipa do Sporting. Entre as provas recolhidas, estão também impressões digitais e vestígios de sangue encontrados na zona do balneário.

  • Juiz considera que agressões em Alcochete foram "ato terrorista"
    1:59

    Crise no Sporting

    O juiz que decretou a prisão preventiva dos 23 detidos pelo ataque à Academia do Sporting considera que se tratou de um ato terrorista. Diz mesmo que os agressores tiveram um comportamento chocante e que perverte o espírito desportivo. Sete dos 23 detidos já foram condenados por outros crimes, mas não chegaram a pena de prisão.

  • Gonçalo Guedes: o menino franzino que jogava mais que os outros em Benavente
    8:47
  • A promessa que João Mário vai ter de cumprir se Portugal for campeão
    1:36
  • Aprovadas mudanças no acesso ao ensino superior

    País

    O Governo aprovou esta quinta-feira o decreto-lei que estabelece o currículo dos ensinos básico e secundário, bem como os princípios orientadores da avaliação, voltando a nota de Educação Física a contar para a média de acesso ao ensino superior. No caso dos alunos do ensino profissional, são eliminados requisitos considerados discriminatórios no acesso ao ensino superior.

  • Universidade de Coimbra não retira Honoris Causa a Lula
    3:30
  • Estudo acaba com teorias da conspiração sobre a morte de Hitler

    Mundo

    Existem algumas versões sobre o desaparecimento do ditador nazi, Adolf Hitler. Há quem diga que viajou para um país da América do Sul, outros acreditam que está escondido na Antártida e há até quem vá mais longe e acredita que estaria na Lua. Mas, teorias da conspiração à parte, a história oficial diz que Hitler suicidou-se num bunker, em Berlim, Alemanha.

    SIC