sicnot

Perfil

Mundo

Terminou ao fim de 15 horas motim envolvendo 300 reclusos em prisão australiana

A polícia pôs hoje fim a um motim, que envolveu cerca de 300 reclusos de uma prisão da cidade australiana de Melbourne, desencadeado na terça-feira pela entrada em vigor da interdição de fumar.

MAL FAIRCLOUGH

Cerca de 300 reclusos, alguns dos quais armados com paus e barras de metal, tomaram parte do centro de detenção metropolitana de Melbourne, partindo portas e ateando fogos, na terça-feira, num motim que apenas foi dado como terminado ao fim de 15 horas.

Três funcionários da administração prisional ficaram ligeiramente feridos, enquanto cinco detidos foram hospitalizados. 

Os distúrbios acabaram na sequência da intervenção da polícia que recorreu ao uso de gás lacrimogéneo, segundo os 'media' australianos.

Nenhum recluso se evadiu da prisão.

As autoridades anunciaram que vão abrir um inquérito ao incidente.

O tumulto aconteceu na véspera da entrada em vigor da interdição de fumar em estabelecimentos penitenciários do estado de Victoria.

  • "Michel Temer nunca teve vergonha, não tem cara de pessoa de bem"
    3:04

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou no habitual espaço de comentário do Jornal da Noite  da SIC, o escândalo com o Presidente do Brasil, Michael Temer. O comentador diz que já era previsível que Temer fosse apanhado com "o pé na poça" e afirma que o Presidente brasileiro nunca teve qualquer tipo de vergonha. Miguel Sousa Tavares fez ainda referência ao facto de Dilma Rousseff ser, entre todos os políticos brasileiros, a única que não tem processos contra ela.

    Miguel Sousa Tavares

  • O que muda com a saída do Procedimento por Défice Excessivo?
    2:10
  • Julgamento do caso BPN deverá terminar quarta-feira
    4:38

    Economia

    O acórdão do processo principal do BPN vai ser tornado público esta quarta-feira, depois de quase sete anos de audições. O rosto principal é o de José Oliveira Costa mas há outros 14 arguidos sentados no banco dos réus.

  • Marcelo opta pelo silêncio sobre a eutanásia
    1:09

    Eutanásia

    Marcelo Rebelo de Sousa diz que só tomará uma posição sobre a eutanásia quando o diploma chegar a Belém. O chefe de Estado garante que vai ficar em silêncio, para não condicionar o debate e também "para ficar de mãos livres para decidir".