sicnot

Perfil

Mundo

Cerca de 3.000 civis mortos desde o início do ano em ataques aéreos na Síria

Pelo menos 2.916 civis morreram e 18.000 foram feridos desde o início do ano na Síria, em ataques aéreos do regime de Bashar al-Assad, segundo informação divulgada hoje pelo Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

© Stringer Turkey / Reuters

Entre os mortos civis incluem-se pelo menos 665 crianças e 456 mulheres, detalha a organização, citada pela agência espanhola EFE.

Os bombardeamentos do regime causaram ainda a morte a 1.213 combatentes entre as diversas forças rebeldes.

Todas as províncias da Síria foram alvo dos ataques aéreos, excetuando a província costeira de Tartus, que apenas presenciou combates terrestres. 

Entre os ataques, 8.782 foram levados a cabo por aviões, mas um total de 10.423 foram realizados por helicópteros, que lançaram pelo menos 10.433 'bombas barril'. 

As 'bombas barril' são armas artesanais constituídas por explosivos e detritos dentro de um barril de metal, que é lançado manualmente pela tripulação dos helicópteros.

O chefe dos 'Capacetes Brancos' - organização Síria de proteção civil voluntária e independente, que se responsabiliza pelo resgate imediato às vítimas dos bombardeamentos -, Raed Saleh, condenou a "natureza indiscriminada" das 'bombas barril' num discurso perante a Organização das Nações Unidas feito a 26 de junho deste ano. 

Os explosivos são largados sobre bairros civis controlados pelos rebeldes, e segundo Saleh "não existe justificação militar para o seu uso", uma vez que por serem lançados manualmente, "quem lança as 'bombas barril' não pode saber onde esta vai cair", tornando-as inúteis para atacar alvos militares precisos, além de "não poderem ser usadas nas linhas da frente, uma vez que podem atingir por erro as forças aliadas". 

Segundo o Observatório Sírio, os bombardeamentos do regime causaram ainda enormes prejuízos materiais nas infraestruturas de diversas áreas do país.

O conflito na Síria já causou mais de 230.000 mortos desde março de 2011, calcula a mesma organização.

 

 

 

 

Lusa

 

  • Assalto à base militar de Tancos
    0:42

    País

    Várias granadas e munições foram roubadas dos paióis da base militar de Tancos. A Polícia Judiciária Militar já está a investigar.

  • Detido antigo diretor regional do BES na Madeira

    Queda do BES

    Foi detido o antigo diretor do Banco Espírito Santo da Madeira, no âmbito do chamado processo ao Universo GES. João Alexandre Silva tinha sido também o representante do BES na Venezuela, onde a instituição portuguesa abriu várias agências em diversas cidades e tinha cerca de 7600 clientes domiciliados.

    Notícia SIC

  • Couves, arroz integral e bróculos biológicos com pesticidas sintéticos
    2:29
  • ASAE apreende leite com água oxigenada para fabrico de queijo

    Economia

    A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) apreendeu leite com água oxigenada, destinado ao fabrico de queijo. As investigações decorreram nos últimos dois meses e foram dirigidas a vários produtores de leite. As investigações iniciaram-se com a deteção de uma viatura para transporte do leite sem qualquer sistema de refrigeração.

  • Crise na Venezuela faz aumentar casos de desnutrição infantil
    2:13
  • Mulher mata namorado em brincadeira com arma no Youtube

    Mundo

    Uma mulher do Minnesota, nos EUA, está a ser acusada de disparar mortalmente sobre o namorado quando ambos faziam um vídeo para publicar no Youtube. Monaliza Perez, de 20 anos, foi detida depois de disparar sobre Pedro Ruiz, que segurava um livro junto ao seu peito, confiante que seria o suficiente para parar a bala.

  • Comissão Europeia adota plano contra resistência a antibióticos

    Mundo

    A Comissão Europeia adotou, hoje, um plano para combater a resistência aos antibióticos, uma ameaça que mata anualmente 25 mil pessoas na União Europeia (UE) e custa 1,5 mil milhões de euros. Em paralelo ao plano, apresenta ainda regras para um "uso prudente de antibióticos".