sicnot

Perfil

Mundo

Descarrilamento comboio força retirada de 5.000 pessoas de casa no Tennessee

 O descarrilamento, e posterior incêndio, de um comboio que transportava químicos tóxicos próximo da cidade de Knoxville, no Estado norte-americano do Tennessee, forçou a retirada de cinco mil pessoas das suas casas, informaram bombeiros e dirigentes locais. 

© Wade Payne / Reuters

O comboio, que descarrilou mesmo antes da meia-noite de quarta-feira, perto de Maryville, nos arredores de Knoxville, transportava acrilonitrilo, uma substância tóxica e muito inflamável que colocava riscos respiratórios, adiantou o bombeiro Kermit Easterling.

A imprensa local relatou que 25 pessoas tinham dado entrada no Blount Memorial Hospital por exposição ao químico, mas nenhuma foi considerada como estando em estado crítico. 

Os bombeiros foram porta a porta, equipados com máscaras, para afastar as pessoas do incêndio, acrescentou Easterling, com os residentes num raio de três quilómetros ordenados a saírem das residências. 

A Cruz Vermelha montou um abrigo numa escola local para os residentes que necessitassem. 

O comboio dirigia-se de Cincinnati, no Estado do Ohio, para Waycross, no Estado da Georgia, e integrava duas locomotivas e 57 vagões, dos quais 45 carregados e 12 vazios. 

O acrilonitrilo é usado numa variedade de processos industriais, incluindo a produção de plásticos. 

 

 

 

Lusa

 

  • Dono de submarino é o único suspeito da morte de jornalista sueca
    1:51

    Mundo

    A polícia dinamarquesa confirmou que o corpo decapitado encontrado junto ao mar, perto de Copenhaga, é o da jornalista sueca desaparecida há mais de 10 dias. Kim Wall estava a fazer uma reportagem sobre um submarino artesanal com o criador, que é agora o principal suspeito do crime. Parte do corpo foi encontrada na segunda-feira e identificada através de exames de ADN.