sicnot

Perfil

Mundo

Doze mortos em novos combates na cidade iemenita de Áden

 Sete rebeldes xiitas e cinco partidários do governo iemenita no exílio foram mortos hoje em novos combates em Áden, no sul do país, indicou fonte militar.  

© Stringer Shanghai / Reuters

Os confrontos eclodiram no norte da grande cidade portuária, atingida na quarta-feira por 'rockets' Katyusha, um ataque atribuído às milícias xiitas 'huthis' que fez 31 mortos e 103 feridos.

Os 'huthis' tentaram um avanço na área de Bassatine, mas entraram em confrontos com membros dos Comités de Resistência Popular, grupos paramilitares, partidários do Presidente exilado Abd Rabbo Mansour Hadi, e combatentes voluntários, disse o responsável.

A ONU declarou, esta quarta-feira, a existência no Iémen de uma emergência humanitária de grau 3, o mais elevado da sua escala, para aumentar a ajuda internacional urgentemente necessária ao país devastado pela guerra.

Mais de 21,1 milhões de pessoas -- mais de 80% da população do Iémen -- precisam de ajuda, 13 milhões dos quais enfrentando a falta de alimentos. O acesso à água tornou-se difícil para 9,4 milhões de pessoas, de acordo com a ONU.

  • Fuzileiros continuam no terreno a ajudar população
    3:03
  • Chef russo aconselha bife tártaro aos jogadores portugueses
    1:29
  • NotPetya: Lourenço Medeiros explica o novo ciberataque global
    2:44
  • Desacatos no aeroporto de Faro deixam turistas britânicos em terra
    1:46

    País

    Cinco pessoas, que integravam o grupo de turistas britânicos que nos últimos dias causou desacatos em Albufeira, foram ontem impedidas de regressar a Inglaterra. Agressões no aeroporto e desacatos à entrada do avião levaram os comandantes de dois voos a recusar levar aqueles passageiros.