sicnot

Perfil

Mundo

Ex-detido de Guantánamo condenado a pagar indemnização de 134,2 milhões dólares

Um tribunal dos Estados Unidos condenou um ex-detido de Guantánamo a pagar uma indemnização de 134,2 milhões de dólares por um ataque no Afeganistão que matou um soldado norte-americano e feriu outro, informou hoje a advogada das vítimas.

© Todd Korol / Reuters

Laura Tanner, a advogada, mostrou-se satisfeita com a decisão, embora tenha dito que os seus clientes não têm a ilusão de que o ex-detido, Omar Khadr, natural do Canadá, possa alguma vez pagar a indemnização, que ao câmbio de hoje corresponde a 121 milhões de euros.

"O próximo passo é trabalhar com as autoridades judiciais do Canadá (...) e investigar todas as possibilidades que temos para receber o que pudermos", acrescentou a advogada sobre a decisão tomada em junho por um tribunal de Salt Lake City (Utah).

Khadr foi repatriado para o Canadá em setembro de 2012, depois de passar 10 anos no campo de detenção de Guantánamo. 

Capturado quando era ainda adolescente no Afeganistão, em 2002, foi condenado em 2010 a oito anos de prisão por se ter dado como culpado por um ataque à granada que matou um soldado norte-americano e feriu outro. 

Em maio passado foi libertado sob caução, depois de um tribunal de recurso canadiano ter rejeitado um processo do Ministério Público canadiano para que Khadr permanecesse na prisão. 

 

 

 

 

Lusa

 

  • Marcelo lembra como foi tratada a tragédia durante a ditadura
    2:25

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Marcelo Rebelo de Sousa não quis comentar diretamente a polémica em torno da lista das vítimas mortais de Pedrógão Grande, mas recorreu às cheias de 1967 para lembrar como as tragédias eram tratadas no tempo da ditadura. O Presidente da República defendeu que não é possível esconder a dimensão de uma tragédia num regime democrático. Há 50 anos, Marcelo Rebelo de Sousa acompanhou de perto a forma como o regime tentou esconder a verdadeira dimensão do incidente.

  • Ministra admite falhas no SIRESP no presente e no passado
    2:35

    País

    A ministra da Administração Interna admitiu, esta quinta-feira, que o SIRESP falha no presente tal como já falhou no passado, quando a tutela pertencia ao Governo PSD. Os sociais-democratas quiserem ouvir Constança Urbano de Sousa na comissão parlamentar mas desta vez a ministra defendeu-se com um ataque. 

  • À descoberta de Dago, o destroço mais visitado em mergulho de profundidade
    13:51
  • Uma viagem aérea pela aldeia histórica de Monsanto
    0:50
  • "Comecei por ajudar uma família que me pediu um plástico para se proteger"
    4:51
  • Quase três mil toneladas de plástico ameçam tartarugas no Mediterrâneo
    2:35

    Mundo

    O Mar Mediterrâneo está sob a ameaça de se tornar uma lixeira com três mil toneladas de plástico a flutuarem entre a Europa e África. Há milhões de turistas a nadarem nestas águas e há espécies marinhas que já estão em perigo. No Chipre, os cientistas estão a tentar proteger tartarugas, cuja alimentação já é quase totalmente de plástico.

  • Deputado da Malásia diz que negar sexo ao marido é uma forma de abuso

    Mundo

    Um deputado malaio tem sido alvo de algumas críticas na internet, depois de ter dito que negar sexo a maridos é uma forma de abuso psicológico e emocional por parte das mulheres. As declarações de Che Mohamad Zulkifly Jusoh foram feitas durante um debate sobre as alterações às leis de violência doméstica, na quarta-feira.

    SIC