sicnot

Perfil

Mundo

Novos ataques do Boko Haram no nordeste da Nigéria fazem 48 mortos

Presumíveis membros do grupo islamista radical Boko Haram executaram 48 fiéis muçulmanos que faziam a oração da noite, antes de incendiarem duas aldeias vizinhas do nordeste da Nigéria, declararam hoje um deputado da região e testemunhas. 

© Stringer . / Reuters

Na quarta-feira, pelas 20:30 (locais e de Lisboa), um grande grupo de homens armados chegou em motos e carrinhas de caixa aberta a duas aldeias próximas da cidade de Monguno, a 90 quilómetros a norte de Maiduguri. 

"Os homens armados do Boko Haram mataram 48 homens e feriram mais 11 no ataque a duas aldeias vizinhas", disse à agência de notícias francesa AFP Mohammed Tahir, deputado da região no parlamento nigeriano.  

"Eles selecionaram alguns homens de entre a multidão de fiéis, reuniram-nos e fuzilaram-nos, antes de pegarem fogo às duas aldeias, que ficaram completamente destruídas", precisou.

Um sobrevivente confirmou este balanço, a coberto do anonimato. 

"Nós estávamos a fazer as orações da noite. Eles reuniram os homens adultos oriundos das duas aldeias e dispararam sobre nós", declarou à AFP, a partir de Monguno, a oito quilómetros dali, onde procurou refúgio. 

Kwanja Jidda, outro habitante que conseguiu escapar, confirmou também o número de vítimas do ataque. 

Segundo o deputado, os atacantes vinham da região do lago Chade, relativamente perto, onde os rebeldes do Boko Haram se refugiaram quando foram expulsos pelo exército do seu bastião da floresta de Sambisa, mais a sul. 

Este ataque do Boko Haram foi perpetrado poucas horas depois de um outro na mesma região, que fez 97 mortos, entre homens que rezavam em quatro mesquitas e mulheres que estavam nas respetivas casas a preparar o jantar, atingidos a tiro por cerca de 50 homens armados, também segundo testemunhas.

 

 

 

 

 

Lusa

 

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi o deputado eleito pelo círculo de Braga. Agora vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Esta saída pode colocar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Pedro Dias recusou mostrar caligrafia
    2:29

    País

    Pedro Dias forneceu esta segunda-feira ADN aos peritos do laboratório da polícia científica. O suspeito dos crimes de Aguiar da Beira também foi intimado a entregar amostras da própria caligrafia, mas recusou fazê-lo.

  • Autoridades italianas prosseguem buscas por desaparecidos em avalancha
    0:54
  • Ator morre baleado durante gravações de videoclip na Austrália

    Mundo

    Um ator morreu depois de ter sido baleado durante as gravações de um videoclip da banda Bliss n Eso, na cidade australiana de Brisbane. A vítima foi identificada como Johann Ofner, de 28 anos. O homem chegou a receber a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.

  • Carolina do Mónaco celebra o 60.º aniversário
    2:13

    Mundo

    Carolina do Mónaco celebra esta segunda-feira o 60.º aniversário. Em 60 anos, foi criança mediática, jovem rebelde e, agora, matriarca sem ser rainha. Carolina do Mónaco nunca saiu das revistas, por ser filha de Grace Kelly e Rainier do Mónaco, por ter somado namorados pouco recomendáveis para princesas, por ter perdido o pai dos seus filhos num terrível acidente.