sicnot

Perfil

Mundo

Trabalho de crianças sírias atinge proporções alarmantes, alerta ONG

O conflito e a crise humanitária na Síria colocam um número cada vez mais significativo de crianças a trabalhar em condições difíceis de sobrevivência, alertaram hoje a Unicef e a Organização Não Governamental "Save The Children".    

© Stringer . / Reuters

"A crise na Síria reduziu consideravelmente os meios de subsistência das pessoas e empobreceu milhões de famílias na região, o que faz com que o trabalho das crianças atinja níveis críticos", lamentou Roger Hearn, diretor regional da "Save The Children".

O mesmo responsável adiantou que "as crianças trabalham principalmente para sobreviver" e que "isso acontece na Síria e nos países vizinhos, onde são os principais atores económicos".

Segundo um relatório divulgado em Amã, as crianças na Síria contribuem para o orçamento familiar em três quartos das famílias recenseadas, enquanto na Jordânia "quase metade dos filhos de refugiados são o principal sustento da família".  

As crianças mais vulneráveis que trabalham são as que são implicadas em "exploração sexual e atividades ilícitas, bem como na mendicidade organizada e tráfico de menores" acrescenta a mesma fonte.

"O trabalho infantil prejudica o crescimento e o desenvolvimento", sublinhou Peter Salama, diretor regional da Unicef para o Médio Oriente e África do Norte, acrescentando que as crianças trabalham "durante longas horas", com um pequeno salário, "em ambientes extremamente perigosos e insalubres".

No vasto campo de refugiados de Zaatari, no norte da Jordânia, três em cada quatro crianças registaram problemas de saúde no trabalho, segundo o relatório.

Por outro lado, as crianças que trabalham estão "mais suscetíveis a abandonar a escola", aumentando os receios de "uma geração perdida".

Mais de 230.000 pessoas morreram desde o início do conflito na Síria, há quatro anos, que fez deslocar metade população.

  • A easyJet não está a oferecer bilhetes no Facebook. Cuidado, é uma burla

    País

    Se esteve no Facebook nos últimos dias, provavelmente reparou na oferta de dois bilhetes para uma viagem da easyJet, a propósito do 22.º aniversário da companhia aérea britânica. Uma viagem para dois tinha tudo para correr bem, não fosse um esquema de burla, criado para obter os dados pessoais dos utilizadores que partilham a publicação na rede social.

  • Brasileiros procuram Portugal
    3:59

    País

    Viver em Portugal é hoje em dia um grande sonho da classe média brasileira. De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, só em 2016, o número de vistos de residência aumentarem em mais de 30%. A língua, a segurança e a qualidade de vida são as razões apontadas para a mudança. Todos os dias, no consulado português no Rio de Janeiro, para a obtenção de vistos.

  • Big Ben em silêncio durante quatro anos
    2:15

    Mundo

    Esta segunda-feira ficou marcada pelas últimas badaladas dos famosos sinos do Big Ben, em Londres, no Reino Unido. A torre, na qual está instalada o relógio mais famoso do mundo, vai entrar em obras e os sinos só vão voltar a tocar em 2021.

  • Garrafa lançada ao mar em Rhodes recebe resposta de Gaza
    1:43

    Mundo

    A história parece de filme, mas aconteceu numa praia de Gaza. Um casal britânico lançou uma garrafa com uma mensagem ao mar, em julho, na ilha grega de Rhodes. A garrafa foi encontrada por um pescador numa praia de Gaza, que aproveitou para enviar a resposta, na qual falou sobre as restrições impostas por Israel.