sicnot

Perfil

Mundo

Hillary Clinton acusa China de pirataria massiva de dados nos EUA

Hillary Clinton, candidata às presidenciais norte-americanas de 2016, acusou, este sábado, a China de piratear enormes quantidades de dados nos Estados Unidos.

© Brendan McDermid / Reuters

A antiga secretária de Estado de Barack Obama fez o comentário quando se se dirigia aos seus apoiantes democratas durante um comício em New Hampshire. 

"Eles estão a tentar invadir tudo o que não se move na América (...), roubando enormes quantidades de informação do Governo, tudo em busca de tirar vantagem", afirmou Clinton.

"Não se deixem enganar", disse, insistindo que "eles sabem que estão em competição, pelo que vão fazer tudo o que estiver ao seu alcance para ganhar".

O diretor dos serviços secretos norte-americanos, James Clapper, declarou, em junho, que a China figurava como "o principal suspeito" de uma intrusão massiva que afetou os dados pessoais de milhões de funcionários da Administração.

Pequim qualificou a acusação de "absurda".

 

 

 

 

Lusa

 

  • À redescoberta da Madeira, 16 anos depois
    1:59
  • Esquerda contra a venda do Novo Banco
    1:51

    Economia

    O futuro do Novo Banco promete agitar a maioria de esquerda nas próximas semanas. O Bloco de Esquerda e o PCP estão contra os planos de privatização e insistem que a solução é nacionalizar o banco. O Bloco de Esquerda defende que privatizar 75% é o pior de dois mundos. Já o PCP diz que o banco deve ser integrado no setor público.

  • Identificadas 10 mil vítimas de violência em 2016
    1:32

    País

    Há cada vez mais homens e idosos a pedirem ajuda à Associação Portuguesa de Apoio à Vítima. Segundo o relatório anual da APAV conhecido esta segunda-feira, foram identificadas quase 10 mil vítimas de violência no ano passado. Cerca de 80% são mulheres casadas e com cerca de 50 anos.