sicnot

Perfil

Mundo

Ministro espanhol diz que há um elevado risco de atentado terrorista em Espanha

O ministro do Interior espanhol afirma que "há um elevado risco de ataque terrorista" em Espanha, sustentando que a "ameaça jihadista" coloca as questões de segurança "ao nível mais crítico" desde os atentados de 11 de março de 2004.

© Susana Vera / Reuters

"Estamos no nível de alerta máximo desde os atentados desde 11 de março de 2004 em Madrid", que causou 191 mortes e 2.000 feridos, afirmou Fernandez Diaz, numa entrevista, hoje publicada, ao diário conservador ABC.

O ministro afirmou não querer gerar o pânico, mas explicou que "o nível de alerta quatro (numa escala de cinco) corresponde a uma realidade". 

"Isto significa que há um alto risco de ataques terroristas e temos o dever de agir em conformidade, incluindo informar a opinião pública", disse.

Em Espanha, disse, o número de pessoas que se juntou ao autodenominado grupo do Estado Islâmico (EI) é relativamente baixo, na ordem das 116, acrescentando que foram registados 16 regressos.

O ministro lembrou que o chefe do EI, Abu Bakr al-Baghdadi, apelou aos 'jihadistas' para que realizem ataques onde quer que estejam, invocando o aniversário da proclamação do Califado Islâmico.

Jorge Fernandez Diaz adiantou que há uma "série de atividades em redes sociais", sem querer dar detalhes.

O ministro também mencionou o aparecimento de "um novo risco", "o do terrorista frustrado, que completou o seu processo de radicalização, mas não pode partir para uma zona de conflito, tendo de permanecer no seu país".

"Este é um risco potencial que nós detetamos em Espanha", disse à ABC.

 

 

 

 

Lusa

 

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Football Leaks

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Football Leaks

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.