sicnot

Perfil

Mundo

Raides da coligação internacional atingem múltiplas posições do Estado Islâmico

As forças da coligação internacional liderada pelos Estados Unidos anunciaram, este sábado, ter lançado uma série de 16 ataques aéreos contra o grupo autodenominado Estado Islâmico (EI) na cidade de Raqa, bastião dos 'jihadistas' na Síria.

© Murad Sezer / Reuters

"Os importantes raides desta noite foram executados para negar ao Daesh [acrónimo em árabe do EI] a habilidade de mover capacidades militares em toda a Síria e para o Iraque", a partir de Raqa, afirmou o tenente-coronel Thomas Gilleran, porta-voz da coligação em comunicado.

Esta foi uma das maiores ofensivas levadas a cabo pela coligação internacional contra os extremistas na Síria.

As forças da coligação "atingiram, com êxito, múltiplos alvos" em Raqa, destruindo estruturas do grupo Estado Islâmico e rotas de trânsito.

Os ataques "restringiram significativamente a liberdade de movimento terrorista", refere a mesma nota.

O anúncio surge depois de o autoproclamado Estado Islâmico ter divulgado um vídeo que mostra a execução de 25 soldados sírios por 'jihadistas', aparentemente adolescentes, no teatro romano da cidade histórica de Palmira, no centro do país.

Desde que tomou Palmira, o grupo terá executado na zona mais de 200 pessoas, incluindo civis.

As ruínas greco-romanas de Palmira estão classificadas como Património Mundial pela UNESCO e a tomada da cidade pelos 'jihadistas' suscitou o receio de que, como noutros locais, o EI as pudesse destruir.

Até agora não houve qualquer informação de que tenha havido danos nas ruínas, apesar de os extremistas terem vandalizado sepulturas muçulmanas e destruído uma importante estátua localizada em frente ao Museu de Palmira.

 

 

 

 

Lusa

 

  • Mais de um milhão de crianças em risco de morrer à fome
    1:23

    Mundo

    Cerca de 1.4 milhões de crianças estão em risco iminente de morrer à fome. Deste modo, a UNICEF faz um apelo urgente de cerca de 230 milhões de euros para levar nos próximos meses comida, água e serviços médicos a estas crianças. As imagens desta reportagem podem impressionar os espectadores mais sensíveis.

  • Morreu o companheiro de Nelson Mandela

    Mundo

    Ahmed Kathrada, activista e ícone sul-africano que lutou ao lado de Mandela contra o "apartheid" morreu hoje aos 87 anos, informou a fundação de caridade Kathrada.

  • Vídeo amador mostra destruição na Síria
    1:04

    Mundo

    A guerra na Síria continua a fazer vítimas mortais. Um vídeo amador divulgado esta segunda-feira mostra o estado de uma localidade a este de Damasco, depois de um ataque aéreo no fim-de-semana. No ataque, 16 pessoas morreram e há várias dezenas de feridos.

  • Partidos querem eleições a 1 de outubro
    1:35
  • Identificadas 10 mil vítimas de violência em 2016
    1:32
  • Homem que esfaqueou mulher em Esmoriz é acusado de homicídio qualificado
    1:24

    País

    O homem que no sábado esfaqueou a mulher em Esmoriz está acusado de homicídio qualificado. O arguido de 50 anos foi ouvido esta segunda-feira pelo juiz de instrução e ficou em prisão preventiva, uma medida fundamentada pelo perigo de fuga e de alarme. O homem remeteu-se ao silêncio durante o interrogatório, no Tribunal de Aveiro.

  • Homem condenado a oito anos e meio por abuso sexual da mãe
    1:10

    País

    O Tribunal de Coimbra condenou esta segunda-feira um homem de 53 anos a oito anos e meio de prisão por abuso sexual da mãe e ainda por crimes de roubo e coação. A mãe, de 70 anos, sofria de problemas nervosos e consumia bebidas alcoólicas com frequência, tendo sido vítima de abuso sexual por parte do filho enquanto dormia. Os crimes cometidos remetem para o início de 2016, depois do homem já ter cumprido outras penas de prisão em Espanha.

  • Jovem de 21 anos morre colhida por comboio na linha da Beira Baixa
    0:43

    País

    Uma jovem de 21 anos morreu esta segunda-feira ao ser atropelada pelo comboio Intercidades à saída da estação de Castelo Branco, na linha da Beira Baixa. A vítima foi colhida pelo comboio que seguia no sentido Lisboa-Covilhã ao atravessar a linha de caminho de ferro. Este é um local onde não existe passagem de nível, mas habitualmente muitas pessoas arriscam fazer a travessia da linha.

  • Banco do Metro com pénis gera polémica no México

    Mundo

    Um banco em formato de homem com o pénis exposto, numa das carruagens de Metro da Cidade do México, está a gerar polémica. A iniciativa integra uma campanha contra o assédio sexual de que as mulheres são vítima no país.