sicnot

Perfil

Mundo

Amnistia Internacional acusa Sérvia e Macedónia de maltratarem migrantes

A Amnistia Internacional (AI) acusou a Sérvia e a Macedónia de maltratarem os migrantes clandestinos que passam pelos seus territórios a caminho da União Europeia, indica um relatório hoje publicado.

reuters

"Os refugiados e os migrantes que passam pelos Balcãs são expostos a abusos violentos (...) por parte das autoridades e dos criminosos locais, e foram vergonhosamente abandonados pela União Europeia e pela sua política migratória, que os deixa sem proteção na Sérvia e na Macedónia", afirma o relatório. 

Segundo a AI, este relatório é fruto de quatro inquéritos realizados na Sérvia, na Hungria, na Grécia e na Macedónia, entre julho de 2014 e março de 2015, incluindo entrevistas a mais de 100 migrantes.

"Os refugiados fogem da guerra e das perseguições atravessando as Balcãs, na esperança de encontrar segurança na Europa, mas acabam por ser vítimas de abusos e exploração, ficando à mercê de um sistema falhado de pedido de asilo", declarou Gauri van Gulik, diretor adjunto da AI para a Europa e Ásia Central.

"A Sérvia e a Macedónia tornaram-se uma porta de saída para o fluxo de migrantes que ninguém na Europa parece estar disposto a acolher", acrescentou.

Nas fronteiras da Grécia com a Macedónia e da Macedónia com a Sérvia, os refugiados e migrantes são deportados ilegalmente e muitos "são obrigados a pagar subornos", indica o relatório.

Os refugiados que passam pela Hungria são obrigados a pagar, cada um, 100 euros à polícia nas fronteiras sérvias, sob a ameaça de serem enviados de volta, diz o relatório, citando testemunhos. Outros entrevistados relatam terem sido "severamente agredidos" na Sérvia e na Macedónia.

Em junho, a polícia sérvia anunciou a detenção de 29 polícias e nove funcionários alfandegários, acusados de corrupção e abuso de poder, bem como de terem recebido subornos para fechar os olhos à passagem de migrantes ilegais para a Hungria. 

Segundo a AI, as legislações relativas ao pedido de asilo nos países dos Balcãs são inadaptadas à situação no terreno, onde o número de migrantes aumenta diariamente.

De acordo com o ministério do Interior sérvio, mais de 34.000 pessoas pediram asilo no país desde o início do ano.

A Sérvia não é membro da União Europeia mas oferece um acesso terrestre a quatro Estados-membros: Bulgária, Roménia, Hungria e Croácia.

  • Pagaram 10 libras por diamante que vale milhares

    Mundo

    Há 30 anos um comprador adquiriu um anel de diamantes de 26.27 quilates por apenas 10 libras (cerda de 11 euros) numa feira em Isleworth, no oeste Londres. O proprietário passeou durante três décadas com uma peça que valia cerca de 350.000 libras (407.000€) e não sabia. Confessa que até a usava durante as tarefas domésticas.

    SIC

  • Leão-marinho arrasta criança de doca em Vancouver
    0:51

    Mundo

    O momento em que um leão-marinho arrasta uma menina para a água foi gravado e publicado na internet. Sem nada que fizesse prever, o animal puxou a criança que estava sentada numa doca em Vancouver, no Canadá. A criança foi resgatada de imediato por um familiar e apesar do susto não sofreu ferimentos. O momento de aflição foi testemunhado por vários turistas.

  • Caçador morre esmagado por elefante

    Mundo

    Um famoso caçador morreu na sexta-feira após ser esmagado por um elefante quando estava a caçar. A morte foi confirmada pelas autoridades do Zimbabué, que adiantaram ainda que o animal foi morto por um dos caçadores do grupo de Theunis Botha.