sicnot

Perfil

Mundo

OMS pede mais impostos sobre o tabaco para reduzir número de vítimas

A Organização Mundial de Saúde (OMS) exigiu hoje que os países elevem os impostos sobre o tabaco para reduzir o número de mortes causadas pelo seu consumo e, assim, gerar fundos para os sistemas de saúde públicos.

(Reuters/Arquivo)

Segundo o último relatório da OMS sobre a Epidemia Global do Tabaco de 2015, apresentado hoje em Manila, apenas 33 países no mundo fixaram impostos de 75% sobre o preço do maço de cigarros, uma medida recomendada pela organização.

"Subir os impostos sobre os produtos de tabaco é uma das formas mais eficientes e rentáveis de reduzir o consumo de produtos nocivos, enquanto se geram receitas públicas", afirma no relatório a diretora geral da OMS, Margaret Chan.

O organismo da ONU indica que muitos países ainda fixam impostos demasiado baixos sobre o tabaco e produtos derivados, e que nalgumas nações continua a não haver qualquer regulação.

"Insto todos os governos a olharem para as provas, não para os argumentos da indústria [tabaqueira], e a adotarem uma das melhores medidas existentes para a saúde", acrescentou Chan.

Lusa

  • "Oposição angolana deve atualizar-se"
    0:53

    Mundo

    Alexandra Simeão, antiga vice-ministra da Educação em Angola, mostra-se surpreendida com a rapidez das mudanças introduzidas por João Lourenço no país. A analista política disse ainda à SIC que estas mudanças são uma oportunidade para a oposição angolana se profissionalizar e atualizar.

  • "Estamos vivos"
    11:41
  • Notas e moedas têm os dias contados?
    6:27