sicnot

Perfil

Mundo

Papa diz que não se pode continuar a virar costas aos mais necessitados e à Terra-Mãe

O papa Francisco avisou que não se pode continuar a virar as costas aos mais necessitados e "à Terra-Mãe", durante o discurso que pronunciou na terça-feira na Universidade Pontifícia de Quito a estudantes e professores. 

© Alessandro Bianchi / Reuters

Este foi o seu primeiro discurso dedicado ao tema da importância da defesa da ecologia, que foi o tema central da sua recente encíclica "Laudato Si" (Louvado Seja), mas também apelou ao mundo da educação para que dê a sua contribuição. 

"Não podemos continuar a virar as costas à nossa realidade, aos nossos irmãos, à nossa Mãe, a Terra", exclamou. 

Insistindo neste ponto, o papa acrescentou: "Não nos é permitido ignorar o que está a acontecer à nossa volta, como se determinadas situações não existissem ou não tivessem a ver com a nossa realidade". 

O papa Francisco lamentou que "a morte de um sem-abrigo nos arredores (da basílica) de São Pedro não é notícia, mas se a bolsa de um país poderoso cai três pontos sai nos noticiários". 

Jorge Bergoglio disse que, como reiterou na "Laudato Si", a defesa do ambiente "já não é uma mera recomendação, mas uma exigência que nasce do dano provocado pelo uso irresponsável e dos abusos dos bens que Deus pôs na Terra". 

Citando a encíclica, onde exprimiu a posição da Igreja sobre as alterações climáticas, o papa alertou: "O ambiente humano e o natural degradam-se em conjunto e não se pode enfrentar adequadamente a degradação humana e social se não se prestar atenção às suas causas". 

Lusa

  • O que vai mudar nos recibos verdes
    2:55

    Economia

    Os trabalhadores independentes vão descontar menos para a Segurança Social já no próximo ano. A taxa vai descer dos 29,6% por cento para os 21,4%. A descida será compensada por um aumento das contribuições pagas pelos patrões. Há também alterações em caso de desemprego e o subsídio de doença passa a ser pago ao fim de 10 dias em vez de 31.

  • Bebé nasce com coração fora do peito e sobrevive
    2:06