sicnot

Perfil

Mundo

Polícia russa lança "manual" sobre selfies seguras após série de mortes

A polícia russa lançou esta terça-feira um "manual" sobre como tirar 'selfies' mais seguras, após uma dúzia de mortes e cerca de 100 pessoas feridas este ano devido a poses arriscadas enquanto se auto-fotografavam.

"Uma 'selfie' espetacular pode custar-lhe a vida", alerta um panfleto produzido pelo Ministério do Interior. (Arquivo)

"Uma 'selfie' espetacular pode custar-lhe a vida", alerta um panfleto produzido pelo Ministério do Interior. (Arquivo)

© Sergei Karpukhin / Reuters

"Uma 'selfie' espetacular pode custar-lhe a vida", alerta um panfleto produzido pelo Ministério do Interior. 

O "manual" surge depois de uma série de casos, como o de uma jovem de 21 anos que disparou um tiro na própria cabeça quando tirava uma 'selfie'. O acidente não foi mortal, mas a jovem mulher ficou gravemente ferida.  

Em janeiro, na região dos montes Urais, dois jovens morreram na explosão de uma granada quando se faziam fotografar segurando uma granada de mão à qual retiraram o pino de segurança. O telemóvel com a 'selfie' "sobreviveu" à explosão e revelouo acontecido.

Em maio, um adolescente da região de Ryazan, a sudeste de Moscovo, morreu quando acidentalmente entrou em contato com cabos elétricos ao tentar tirar uma fotografia a escalar uma ponte de caminho de ferro. 

"Infelizmente temos vindo a notar um aumento continuado do número de acidentes causados pelos amantes das 'selfies'", disse Yelena Alexeyeva, assessora do ministro do Interior russo.

 "Antes de tirar uma 'selfie', todas as pessoas deveriam pensar que a corrida para obterem o maior número de 'likes' (nas redes sociais pode) levá-los a uma viagem mortal e tornar póstuma a sua mais recente fotografia espetacular", sublinhou.

O panfleto em forma de manual faz parte de uma campanha, que inclui também um vídeo e conselhos na página da Internet do Ministério do Interior.

Lusa

  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.