sicnot

Perfil

Mundo

Berlusconi escapa ao cumprimento de três anos de prisão

Um tribunal de Nápoles condenou esta quarta-feira o ex-primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi a três anos de prisão por corrupção de um senador, mas a pena que não poderá ser aplicada, noticiou a agência France Presse.

A condenação, proferida pela presidente do tribunal Isabella Romani na ausência do acusado, não será aplicada, já que o delito de que Berlusconi é acusado prescreve este outono, muito antes de um eventual julgamento em sede de recurso. (Arquivo)

A condenação, proferida pela presidente do tribunal Isabella Romani na ausência do acusado, não será aplicada, já que o delito de que Berlusconi é acusado prescreve este outono, muito antes de um eventual julgamento em sede de recurso. (Arquivo)

© Stefano Rellandini / Reuters

A condenação, proferida pela presidente do tribunal Isabella Romani na ausência do acusado, não será aplicada, já que o delito de que Berlusconi é acusado prescreve este outono, muito antes de um eventual julgamento em sede de recurso. 

"É um bom processo, apaixonante, mas a iminente prescrição elimina, do ponto de vista das consequências, todo o pathos sobre o veredito", declarou o procurador Henry John Woodcock.

Segundo os meios de comunicação italianos, a prescrição do processo ocorrerá em outubro ou, o mais tardar, em novembro.

O caso remonta às eleições legislativas de 2006, ganhas pela coligação de esquerda liderada por Romano Prodi, que obteve uma pequena maioria no Senado.

Poucos meses depois das eleições, Sergio De Gregorio, senador eleito num dos partidos da coligação de Romano Prodi, o IDV, deixou este partido juntando-se ao de Silvio Berlusconi.

Esta decisão deixou ainda mais fragilizada a maioria governamental e acelerou a queda do governo de esquerda, ocorrida em 2008, menos de dois anos depois do escrutínio.

Segundo a acusação, Berlusconi pagou três milhões de euros, dois dos quais em bens, a Sergio De Gregorio para que abandonasse o partido. Sergio De Gregorio confessou perante os magistrados e a imprensa os factos que lhe foram imputados.

De acordo com o procurador Vincenzo Piscitelli, tratou-se de um "investimento económico colossal para conseguir o único resultado que interessava a Berlusconi, que estava obcecado com o desejo de mandar Romano Prodi para casa de modo a ocupar o seu lugar".

Lusa

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.