sicnot

Perfil

Mundo

Coreia do Sul dá asilo a três norte-coreanos que desertaram

A Coreia do Sul vai dar asilo a três norte-coreanos resgatados quando estavam à deriva e que pediram para ficar no país, informou hoje o Ministério da Unificação.

© Kim Hong-Ji / Reuters

Cinco norte-coreanos - quatro pescadores e um agricultor - passaram, no sábado, a fronteira para o Sul, no Mar do Japão, depois de perderem controlo do seu barco, tendo sido resgatados pelas autoridades de Seul.

Quando questionados sobre a sua intenção, três manifestaram vontade de permanecer na Coreia do Sul e dois pediram para regressar a casa, indicou à Efe uma representante do Ministério da Unificação.

O Governo sul-coreano notificou a Coreia do Norte, através da linha telefónica de Panmunjeom, único canal de comunicação civil entre os países, que ia apenas enviar de volta os que manifestaram essa vontade.

O regime de Kim Jong-un respondeu com um fax, em que exigiu que Seul repatrie os cinco norte-coreanos.

"Não vamos aceitar esse pedido, já que devemos respeitar a vontade destas pessoas", afirmou a representante de Seul.

Esta é a segunda vez em menos de um mês que embarcações norte-coreanas à deriva chegam à Coreia do Sul, ainda que na ocasião anterior, em meados de junho, todos os marinheiros tenham decidido regressar a casa.

Lusa

  • Pagar IMI a prestações e um Documento Único Automóvel mais pequeno

    País

    O programa Simplex + 2017 é apresentado hoje à tarde e recebeu mais de 250 propostas de cidadãos ao longo dos últimos meses. As novas medidas preveem o pagamento em prestações do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) e a criação de um simulador de custos da Justiça, que devem estar em vigor no próximo ano.

  • Cinco anos depois do incêndio na Serra do Caldeirão
    5:24
  • Destaques económicos que marcaram a semana
    2:03

    Economia

    A semana ficou marcada pela tragédia provocada pelos incêndios no centro do país. No entanto importa olhar para o que se passou noutras áreas e fazer um resumo das notícias relacionadas com a economia. 

  • "Toda a gente merece direitos iguais"
    0:14

    Mundo

    A polícia de Istambul montou cordões de segurança para dispersar a multidão que se juntou para a Marcha do Orgulho Gay, este domingo. O Governo proibiu a marcha por considerar que representa um risco para a segurança pública. Uma das ativistas fala numa decisão sem sentido, e diz que todas as pessoas merecem direitos iguais.

  • "Ela veio lá de fora e começou a atropelar as pessoas"
    0:43

    Mundo

    O atropelamento deste sábado em Newcastle, no Reino Unido, provocou pelo menos seis feridos. No local, as pessoas relatam momentos de pânico. Uma testemunha afirma que a condutora nunca perdeu o controlo do carro e que dirigiu intencionalmente contra a multidão.