sicnot

Perfil

Mundo

Papa pede à América Latina que evite leis que fomentem "repressão e controlo"

O Papa Francisco lançou, na terça-feira, um apelo ao Equador e aos "muitos povos latino-americanos", para que evitem "a dolorosa memória de qualquer tipo de repressão, controlo desmedido e restrição de liberdades" nas suas normas e leis.

© Guillermo Granja / Reuters

O sumo pontífice falou na igreja de São Francisco de Quito, durante a sua viagem à América Latina, que o levará também à Bolívia e Paraguai.

Francisco destacou como o Equador e muitas outras nações da América Latina estão a enfrentar novos desafios "que requerem a participação de todos os atores sociais". 

"A migração, a concentração urbana, o consumismo, a crise da família, a falta de trabalho, as bolsas de pobreza que geram incerteza", bem como "tensões que constituem uma ameaça à convivência social", foram alguns dos exemplos que apontou.

O Papa alertou que "as normas e leis, assim como os projetos da comunidade civil, devem procurar a inclusão, abrir espaços de diálogo, de encontro, e assim abandonar a dolorosa memória de qualquer tipo de repressão, controlo desmedido e restrição de liberdades".

Para Francisco, a esperança de um futuro melhor para estes países começa pela criação de emprego e de crescimento económico que chegue a todos, "mas que não se fique pelas estatísticas macroeconómicas e que [promova] um desenvolvimento sustentável que gere um tecido social firme e coeso". 

Perante a audiência, o Papa deu o exemplo de alguns países europeus, onde o desemprego juvenil se encontra entre 40 e 50%.

O sumo pontífice citou o fenómeno dos "nem nem", jovens que nem estudam nem trabalham e, perante a falta de trabalho, cedem a vícios, à tristeza, à depressão, ao suicídio ou envolvem-se em projetos de "loucura social".

Lusa

  • "Nobel é um incentivo para toda uma nação"
    1:19

    Mundo

    O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos recebeu ao início da tarde na Noruega o prémio pelo trabalho que desenvolveu junto das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, FARC. As cerimónias são este sábado e marcadas pela ausência do Nobel da Literatura, Bob Dylan.

  • Os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa
    1:55

    Football Leaks

    Com o escândalo dos agentes de futebol a dar que falar, o Expresso revela este sábado os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa. O nome da empresa de que é administrador, a Energy Soccer, surge na investigação em transferências de jogadores que envolvem o Futebol Clube do Porto num conflito de interesses.

  • Sol e calor ficam para o Natal
    1:50

    País

    Com o Natal à porta, o sol teima em ficar um pouco por todo o país. Até a norte as temperaturas estão altas para esta época do ano com o distrito do Porto a rondar os 18 graus.

  • A história da guerra em Alepo
    7:43
  • Uma "cidade fantasma" na Letónia
    3:10