sicnot

Perfil

Mundo

Tunísia constrói muro na fronteira com Líbia para deter jihadistas

A Tunísia começou a construir um muro na fronteira com a Líbia para tentar controlar o contrabando e a infiltração de 'jihadistas' em ambos os sentidos, anunciou o primeiro-ministro tunisino, Habib Essid. 

A decisão de construir o muro foi tomada pouco depois de Tunes ter sofrido, em apenas três meses, dois atentados 'jihadistas' que vitimaram 60 turistas estrangeiros e infligiram um golpe à sua transição política e económica.

A decisão de construir o muro foi tomada pouco depois de Tunes ter sofrido, em apenas três meses, dois atentados 'jihadistas' que vitimaram 60 turistas estrangeiros e infligiram um golpe à sua transição política e económica.

Matt Dunham / AP

Numa entrevista hoje transmitida pela televisão, o chefe do executivo tunisino disse que o muro terá cerca de 170 quilómetros de comprimento e que se espera que esteja concluído em finais deste ano.

Em muitos pontos, o muro, que está a ser erigido pelo exército, "será ladeado por trincheiras" e incluirá "câmaras de vigilância", acrescentou.

A imprensa local noticiou hoje que o muro parte do posto fronteiriço de Ras Jedir, junto à costa, e terminará no de Dehiba, o que representa cerca de um terço dos 460 quilómetros de fronteira, na sua maioria desértica, que separa os dois Estados.

A decisão de construir o muro foi tomada pouco depois de Tunes ter sofrido, em apenas três meses, dois atentados 'jihadistas' que vitimaram 60 turistas estrangeiros e infligiram um golpe à sua transição política e económica.

Segundo as forças de segurança, tanto o atirador que a 26 de junho matou 38 turistas europeus numa praia da cidade costeira de Sousse, como os dois que a 18 de março assassinaram 22 turistas no museu do Bardo, na capital tunisina, receberam treino militar em campos 'jihadistas' na Líbia.

Os três terão podido entrar e sair de forma furtiva do país graças às máfias de tráfico de pessoas e mercadorias que operam no sul de Tunes, uma prática que as autoridades começam a admitir que é mais comum do que se pensava.

Na terça-feira, o porta-voz do Ministério da Defesa tunisino, Belhasan Oueslati, revelou que três jovens militares da localidade meridional de Remada abandonaram as suas casas e partiram para a Líbia, presumivelmente para se juntarem às fileiras da 'jihad'.

Os supostos desertores elevam para 35 o número de jovens que, nos últimos dias, saiu do país em direção à Líbia a partir desta localidade, a mais meridional do país, situada a escassos quilómetros da fronteira com a Líbia.

A Tunísia é, juntamente com a França, o país que mais voluntários fornece ao grupo extremista Estado Islâmico (EI), com cerca de 3.000 'jihadistas', segundo cálculos oficiais, e mais de 5.000, segundo diversos especialistas em Islão radical sediados no país.

Desses, crê-se que cerca de 1.000 tenham já saído das áreas sob controlo do EI e tenham procurado refúgio tanto na Líbia, onde está instalado o ilegalizado grupo tunisino Ansar al-Sharia, como na região de Kasserine, na porosa fronteira com a Argélia.

Lusa

  • Japão ganha nova esperança ao derrotar a Colômbia (2-1)

    Mundial 2018 / Colômbia

    No primeiro jogo do grupo H, a Colômbia foi derrotada pelo Japão. Um dos momentos altos do jogo aconteceu logo ao minuto 4 quando, na sequência de uma falta de Carlos Sanchez, o árbitro assinalou um penálti a favor da equipa japonesa. O colombiano levou um cartão vermelho, depois de ter intercetado um remate do Japão com a mão. Apesar da desvantagem numérica, a Colômbia iguala o marcador aos 39 minutos com um livre de Quintero. Contudo, Yuya Osako colocou o Japão novamente em vantagem aos 73 min.

  • Hospitais públicos à beira da rutura
    2:28
  • Baleia morta ao largo da Fonte da Telha, autoridades lançam alerta à navegação
    2:19

    País

    As autoridades maritimas lançaram um alerta à navegação ao largo da praia da Fonte da Telha, na Costa da Caparica, devido à presença de uma baleia morta. O animal de 15 metros está na zona da praia da Fonte da Telha e ao início da tarde estava a ser acompanhada por uma lancha da Marinha, como relatou o repórter da SIC, André Palma.

  • OMS inclui dependência dos videojogos na lista de doenças mentais

    Mundo

    A Organização Mundial de Saúde (OMS) incluiu a dependência de videojogos na lista de doenças mentais, uma possibilidade que tinha sido prevista no início do ano e que foi anunciada esta segunda-feira. Este pode ser mais um argumento para os pais limitarem o tempo de acesso dos filhos às consolas, computadores e todos os dispositivos com videojogos.

  • Repitam comigo: Portugal vai ser campeão do Mundo
    4:56
  • "Estou a ser posta porta fora (...) faço o que vocês me disserem"
    2:43
  • "Estamos a plantar fósforos"
    2:09

    Opinião

    O calor regressou esta segunda-feira em força e no terreno estiveram quase 1300 bombeiros a combater 70 fogos por todo o país. Depois da tragédia de Pedrógão Grande, o Presidente da República diz que a consciência do país mudou mas é preciso fazer mais. Já Miguel Sousa Tavares diz que o país está mais preparado para combater os incêndios do que alguma vez esteve. No entanto, o comentador da SIC diz que já foram plantados mais de "2500 hectares de eucaliptos" desde Pedrógão e que enquanto isso acontecer Portugal vai continuar a arder. 

    Miguel Sousa Tavares

  • Rapper XXXTentacion morto em aparente tentativa de roubo

    Cultura

    O rapper norte-americano XXXTentacion, de 20 anos, morreu na noite de segunda-feira depois de ter sido baleado, na Florida, no sudeste dos Estados Unidos. Um dos suspeitos terá disparado e atingido o rapper e, de seguida, dois suspeitos fugiram numa viatura escura. A polícia está a considerar tentativa de roubo.