sicnot

Perfil

Mundo

Vidal fica dois anos sem carta devido a acidente durante Copa América

O futebolista chileno Arturo Vidal aceitou entregar a carta de condução por um período de dois anos e evitou ser julgado por conduzir embriagado e ter estado envolvido num acidente de automóvel durante a Copa América.

Além da acusação de conduzir sob o efeito de álcool, o tribunal considerou que Arturo Vidal desrespeitou a autoridade, devido aos insultos proferidos contra os polícias que se deslocaram ao local do acidente.

Além da acusação de conduzir sob o efeito de álcool, o tribunal considerou que Arturo Vidal desrespeitou a autoridade, devido aos insultos proferidos contra os polícias que se deslocaram ao local do acidente.

© Ivan Alvarado / Reuters

De acordo com fontes judiciais citadas pela agência EFE, o jogador, que foi ouvido hoje em tribunal, aceitou o arquivamento do processo em troca da apreensão da carta por um período de dois anos.

Além da acusação de conduzir sob o efeito de álcool, o tribunal considerou que Arturo Vidal desrespeitou a autoridade, devido aos insultos proferidos contra os polícias que se deslocaram ao local do acidente.

Vidal comprometeu-se a indemnizar o condutor do outro veículo envolvido no acidente e a doar material desportivo a uma escola em Buin, a localidade onde ocorreu o acidente.

Além disso, Arturo Vidal comprometeu-se a doar uma camisola autografada da seleção chilena, que venceu a Copa América, aos bombeiros de Buin, para que a mesma possa ser sorteada numa ação de angariação de fundos.

O juiz pediu ao jogador da Juventus que apresentasse um pedido de desculpas aos polícias aos quais chamou "vendidos" logo após o acidente. 

A 16 de junho, Vidal, que viajava acompanhado pela mulher, sofreu um aparatoso acidente quando regressava a Santiago do Chile, depois de um dia de descanso.

O jogador, que conduzia sob o efeito de álcool, acabou por passar a noite numa esquadra, voltando depois à concentração da seleção chilena, após um pedido de desculpas ao selecionador Jorge Sampaoli.

Lusa

  • Arturo Vidal sofre acidente de viação alcoolizado
    0:40

    Desporto

    O chileno Arturo Vidal foi detido na sequência de um acidente de viação quando conduzia sob o efeito de álcool. Depois de um dia de folga, o jogador estava de regresso à concentração da seleção do Chile quando sofreu um aparatoso acidente que envolveu mais três carros. Vidal e a mulher sofreram apenas sofreram ferimentos ligeiros. A polícia assegura que o jogador foi apanhado com 1.2 gramas de álcool no sangue e arrica-se agora a uma multa pesada. As causas do acidente também estão a ser investigadas.

  • Detido dono do cão que feriu criança com gravidade

    País

    O dono do cão de raça Rottweiler que esta terça-feira feriu com gravidade uma criança de 4 anos em Matosinhos foi detido pela PSP e o animal já foi recolhido no canil municipal, informou fonte oficial da autarquia.

  • A fuga dos PIDES
    20:08
  • Desconhecem-se as causas do incêndio na fábrica da Tratolixo
    0:43

    País

    Os moradores de Trajouce, em São Domingos de Rana, não ganharam para o susto com um incêndio nas instalações da empresa de resíduos Tratolixo.O alerta foi dado por populares e trabalhadores da empresa. O vento foi o maior problema dos bombeiros no combate às chamas durante a noite. No local estiveram 133 homens, apoiados por 51 viaturas.Desconhecem-se para já as causas do incêndio. O incêndio foi circunscrito de madrugada, mas pode demorar algumas horas a ser dominado.

  • Duas execução no mesmo dia pela primeira vez em 17 anos nos EUA

    Mundo

    O estado norte-americano do Arkansas (sul) executou, na noite de segunda-feira, dois condenados à morte, o que sucede pela primeira vez em 17 anos no país, anunciou a procuradora-geral daquele estado. Jack Jones e Marcel Williams, condenados separadamente na década de 1990 à pena capital por violação e assassínio, receberam uma injeção letal depois de diferentes tribunais terem rejeitado os respetivos recursos, afirmou Leslie Rutledge, em comunicado.