sicnot

Perfil

Mundo

Onda de calor em Espanha faz primeira vítima mortal

Uma mulher de 83 anos tornou-se hoje na primeira vítima mortal de uma onda de calor que tem afetado Espanha nos últimos dias e que fez subir os termómetros para temperaturas recorde em várias regiões. 

Manu Fernandez

A mulher, doente crónica, foi internada na quinta-feira no hospital San Juan de Alicante (em Alicante) devido ao calor. Tinha a temperatura corporal acima dos 40 graus celsius e estava já em estado comatoso, o que "caracteriza um golpe de calor clássico em pessoas de idade avançada", indicaram as autoridades sanitárias locais.  

Desde 18 de junho, quando as entidades de saúde pública iniciaram o dispositivo especial de verão em Valência, cinco pessoas foram hospitalizadas por exposição a temperaturas altas.

A onda de calor que afeta Espanha deverá prosseguir pelo menos até 16 de julho, em toda a Península e nas ilhas Baleares. Nas Canárias as temperaturas vão começar a descer progressivamente a partir de hoje, segundo a Agência Estatal de Meteorologia (AEMET).

Por outro lado, o vento, a humidade e as altas temperaturas (de quase 40 graus) fizeram disparar o risco de incêndios florestais, que agora está no grau extremo em quase toda a Espanha, indicou a AEMET.

Há vários focos de incêndio nas províncias de Huelva, Granada, Jaén e Castellón. As equipas de bombeiros conseguiram estabilizar estes fogos, mas pelo menos a evolução do fogo em Jaén está muito dependente do comportamento do vento nas próximas horas.

Lusa

  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.