sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos 23 mortos em debandada no Bangladesh

Pelo menos 23 pessoas morreram hoje, vítimas de uma debandada durante a distribuição gratuita de roupa na cidade de Mymensingh, no norte do Bangladesh.

Arquivo

Arquivo

ABIR ABDULLAH

Fontes policiais adiantaram que pelo menos 23 pessoas morreram e 24 ficaram feridas na sequência da confusão durante a distribuição de roupa organizada por um empresário do norte do Bangladesh.

A "avalancha humana aconteceu cerca das 5:00 locais, na residência do proprietário de uma fábrica de tabaco na localidade de Mymensingh, a cerca de 132 quilómetros a norte de Daca", de acordo com as mesmas fontes policiais.

Cerca de um milhar de pessoas deslocaram-se à propriedade do fabricante e tabaco depois do 'sehri', almoço prévio ao jejum durante o mês sagrado islâmico do Ramadão, para recolher os bens.

"As últimas informações dão conta de 23 mortos e quatro pessoas continuam internadas no hospital", disse à agência espanhola Efe Mohamed Qamrul Islam, oficial da polícia responsável pelo bairro de Kotwali, onde aconteceu a tragédia.

Outras 20 pessoas receberam os primeiros socorros, referiram as fontes policiais, acrescentando que foram ainda feitas oito detenções, entre elas o proprietário da fábrica Shamin Talukder.

As "avalanchas humanas" são habituais no sul da Ásia, onde as concentrações de gente são frequentes, especialmente durante a celebração dos festivais religiosos.

Lusa

  • Marcelo saúda "forma rápida" como Conselho de Ministros "tratou de tudo"
    1:03

    País

    O Presidente da República lembra que é preciso convergência de forma a adotar rapidamente as medidas mais urgentes do plano de emergência. No concelho de Tábua, Marcelo Rebelo de Sousa destacou ainda os esforços do Conselho de Ministros, mas lembrou que as medidas anunciadas são apenas o início de um processo e não o fim.