sicnot

Perfil

Mundo

Carro bomba no Cairo tinha como alvo consulado italiano

GALERIA DE FOTOS

Uma explosão, esta manhã, na capital do Egito, fez pelo menos um morto e quatro feridos.

Cairo, Egito esta manhã após explosão de carro bomba contra o consultado italiano.

Cairo, Egito esta manhã após explosão de carro bomba contra o consultado italiano.

© Mohamed Abd El Ghany / Reuter

Cairo, Egito esta manhã após explosão de carro bomba contra o consultado italiano.

Cairo, Egito esta manhã após explosão de carro bomba contra o consultado italiano.

© Mohamed Abd El Ghany / Reuter

Cairo, Egito esta manhã após explosão de carro bomba contra o consultado italiano.

Cairo, Egito esta manhã após explosão de carro bomba contra o consultado italiano.

© Mohamed Abd El Ghany / Reuter

Cairo, Egito esta manhã após explosão de carro bomba contra o consultado italiano.

Cairo, Egito esta manhã após explosão de carro bomba contra o consultado italiano.

© Mohamed Abd El Ghany / Reuter

Cairo, Egito esta manhã após explosão de carro bomba contra o consultado italiano.

Cairo, Egito esta manhã após explosão de carro bomba contra o consultado italiano.

© Mohamed Abd El Ghany / Reuter

Cairo, Egito esta manhã após explosão de carro bomba contra o consultado italiano.

Cairo, Egito esta manhã após explosão de carro bomba contra o consultado italiano.

© Mohamed Abd El Ghany / Reuter

O rebentamento de um carro bomba atingiu o Consulado italiano no centro do Cairo.

Parte da fachada do edificio ficou destruída.

No momento da explosão, o consulado encontrava-se fechado.

O ataque ainda não foi reivindicado.

Itália não se deixa "intimidar" pelo atentado no Cairo

O Ministro italiano dos negócios estrangeiros já reagiu dizendo que o país nao se deixará intimidar pelo ataque.

Gentiloni precisou que não há vítimas de nacionalidade italiana.      

"Bomba contra o nosso consulado no Cairo, não há vítimas italianas. Estamos em contacto com as pessoas atingidas e com o nosso pessoal. A Itália não se deixa intimidar", declarou o ministro na sua conta da rede social Twitter.

Cerca das 6:30 locais de hoje (5:30 em Lisboa), pelo menos uma pessoa morreu e quatro ficaram feridas devido à explosão de uma bomba colocada numa viatura estacionada perto do consulado de Itália no Cairo, que estava fechado naquele momento, segundo responsáveis.       

Uma parte da fachada do consulado desabou e restos de uma viatura estavam espalhados nos arredores, constatou um jornalista da AFP. 

Depois do Exército egípcio ter destituído o presidente islamita Mohamed Morsi em julho de 2013, os ataques dos 'jihadistas' multiplicaram-se no Egito, visando principalmente as forças da ordem.

 Desde que o presidente Mohamed Morsi foi deposto em julho de 2013, centenas de soldados e polícias perderam a vida nestes ataques no Egito e pelo menos 1.400 pessoas, a maioria islamitas, morreram devido à repressão de protestos.

Os atentados costumam ser reivindicados por grupos que dizem agir em represália do sangrento ataque contra os seguidores de Morsi. 

Com Lusa

  • A Verdade sobre a Mentira
    35:13
  • Elemento dos Super Dragões com medida de coação mais gravosa
    1:37

    Desporto

    Os seis arguidos da Operação Jogo Duplo, que investiga crimes de corrupção e viciação de resultados na II Liga de futebol, saíram em liberdade. A medida de coação mais gravosa é para um membro da claque Super Dragões, que terá de pagar uma caução de 5 mil euros.

  • "A Venezuela sofreu um Madurazo"
    0:32
  • "Leiam os meus lábios. Não!"
    0:12

    Mundo

    Vladimir Putin participou esta quinta-feira numa conferência, no Ártico. Questionado sobre se a Rússia tinha interferido nas últimas eleições dos Estados Unidos da América, o Presidente voltou a negar qualquer interferência, com uma frase que pensava pertencer a Ronald Reagan, mas que na verdade foi proferida por George Bush.

  • A provocação de Juncker a Trump
    0:40

    Mundo

    Jean-Claude Juncker lançou esta quinta-feira uma provocação a Donald Trump. No último dia do congresso do PPE, o presidente da Comissão Europeia disse que, se Trump incentivar outros países a sair da União Europeia, ele próprio vai apoiar a independência do Ohio e do Texas